Opinião

A necessidade de promover e vender de maneira diferente

Sérgio Viana, Partner & Digital Xperience Lead na Xpand IT

A presença das empresas no digital é obrigatória desde há vários anos. Claro que o que isto significa, na prática, para cada empresa é bastante diferente. Cada organização define a sua estratégia digital, de acordo com um conjunto de pilares chave que depois são concretizados através de diferentes processos e tecnologia. Pausa… Ou será que não?

A pandemia que atravessámos deixou bastante claras várias fragilidades das empresas no que respeita à sua presença no digital. A verdade é que algumas só encararam esta necessidade como séria a partir do momento em que se viram impossibilitadas de o fazer de outra forma. E aí o resultado pode ser de todos os tipos: em cheio no alvo ou completamente atabalhoado e na melhor das hipóteses iterado até que o resultado seja minimamente satisfatório.

Apesar de todos os desafios, a verdade é que o espaço digital está hoje muito mais ocupado do que nunca, e nem sempre de conteúdo que seja relevante e faça diferença. Isto faz com que muitas empresas que investem na criação de valor para depois partilhar com a comunidade vejam a sua mensagem diluída no meio de tanta informação. E para nós, utilizadores, o nível de ruído atingiu níveis sem precedentes, o que torna difícil perceber que informação é realmente relevante e onde nos devemos focar.

E, sendo nós a ponta final desta conversa, claro que isto impacta a forma como as estratégias digitais das empresas devem ser desenhadas – em particular as relacionadas com Marketing e Vendas. Há um desafio gigantesco atualmente, que consiste na necessidade de fazer Marketing e Vendas de forma diferente, por tudo o que aconteceu nos últimos anos. As estratégias que existiam antes não funcionam da mesma forma, em diferentes etapas na jornada do cliente. E isto cria uma pressão enorme nas equipas de Marketing e Sales, por exemplo:

  • O conteúdo não é consumido da mesma forma, nem seguindo os mesmos padrões, por isso estratégias de geração de Leads de Marketing e Vendas não são tão eficazes;
  • Os eventos online não conseguem gerar o mesmo tipo de ligação nem garantir que as pessoas estão, efetivamente, atentas ao que se está a discutir;
  • Os eventos físicos acabam por ainda embater em algum conformismo e comodidade, porque muitas pessoas não têm hoje o mesmo tipo de vontade de marcar presença – o que leva a menos conversas, tão importantes na criação de relação entre as pessoas.

Muitas empresas sentem na pele estas dificuldades e debatem-se diariamente para criar estratégias que consigam criar uma ligação com clientes mais informados e menos alcançáveis. Mas a verdade é que temos de dedicar tempo à procura de soluções, sejam incrementais, alternativas ou disruptivas.

Caso contrário, veremos o papel destas duas equipas altamente limitado pela realidade, que, entretanto, se impôs. E é este o desafio que se apresenta: o repensar da forma como fazemos Marketing e Vendas, enquanto atividades estratégias para o crescimento das empresas. Fácil? Não, de todo. Mas fundamental, a bem da relevância no Digital.

Comentários
Sérgio Viana

Sérgio Viana

Sérgio Viana é Partner & Digital Experience Lead na Xpand IT, onde é responsável pela definição da estratégia e oferta da unidade, focada na criação de experiências digitais com uma base tecnológica. É também Board Member da IAMCP Portugal, o capítulo português da associação de Parceiros Microsoft, e docente no MBA de SI na Universidade Lusófona. É um adepto fervoroso do desenvolvimento pessoal e da melhoria contínua e um ávido consumidor de conteúdos relacionados com gestão de equipas e cultura... Ler Mais..

Artigos Relacionados