5 razões pelas quais as mães são imparáveis no mundo das start-ups

O sonho de muitas mães é o de ter o seu próprio negócio e de viver com liberdade. O que a maioria das mães não sabe é que possui capacidades inatas para ser bem-sucedida nos negócios. E quantos mais filhos, maiores as suas capacidades para conquistarem pontos no mundo do empreendedorismo.

Todos nós sabemos que as mães não têm medo de arriscar quando têm um objetivo para alcançar relacionado como os filhos. Elas tentam todas as opções que estão à sua disposição e não baixam os braços até conseguirem. “Os fundadores de start-ups são como mães ou pais, criaturas destemidas que vão aonde ninguém foi para desenvolver as suas ideias, também conhecidas como filhos”, explica Veronica Fresneau, que coordena o marketing da Rockstart, uma das primeiras aceleradoras da Europa.

Mas o que torna essas mães ou pais em geral bem-sucedidos no cenário das start-ups? É o seu impulso e a sua maior resistência? As crianças têm uma maneira própria de desafiar os seus pais todos os dias, levando-os a   aprender a lidar com a desobediência e a superá-la, ganhando resistência.

Veronica Fresneau aponta no Eu-Startups as cinco razões que tornam as mães imparáveis e bem-sucedidas no mundo dos negócios.

1. As mães já viram de tudo
As mães não se impressionam tão facilmente, pois já viram (quase) tudo, o que as torna melhores líderes, são facilmente adaptáveis e capazes de suportar situações stressantes, como longos processos de financiamento. Além disso, lidam melhor com as crises porque o seu modo de sobrevivência já está ativo e só precisam de agir  quando necessário. A maioria delas fá-lo sem hesitação. Funções que lhes encaixam na perfeição: CEO, líder de relações públicas, líder de comunicações de crise, coordenador de recrutamento.

2. São mestres na priorização
As mães sabem lidar com muitas coisas e sabem quando e no que se devem focar. Esses são pontos fortes cruciais numa start-up. Como há muito trabalho a ser feito e poucos recursos, é o tipo de pessoa que qualquer fundador quer ter ao seu lado. Melhores funções: CTO, CFO e gestores de produto.

3. Confiam nos seus instintos
No final de uma reunião importante, como uma apresentação a um investidor, as mães partilham o que sentiram e qual deverá ser a abordagem no futuro. Algumas mulheres podem ter tido esses instintos antes, mas quando se tornam mães são mais precisas e confiáveis. Portanto, confie nesse feedback quando for lhe for dado. Funções para este tipo de pessoas: fundadores, diretores de angariação de fundos, negociadores, diretores de estratégia.

4. Equilibram trabalho e vida pessoal
Depois de anos a misturar estes dois mundos, as mães descobrirão limitações e concentrar-se-ão na produtividade e no desempenho. Como o tempo de trabalho é reduzido, significa que deve ser concluído antes do prazo e sem discussões intermináveis. Assim, o tempo que a mãe reserva para a sua vida pessoal é, na verdade, um tempo bem gasto que lhe permite ter uma visão mais ampla e, portanto, tomar melhores decisões. Melhores funções: Líder de RH, líder de Comunicação e Marketing, CEO.

5. O cuidado é desencadeado
As mães apoiam as suas equipas, não importa o que aconteça e entendem a importância da orientação, das folgas, da atenção plena, por exemplo. Irão aonde ninguém foi para lançar o produto ou obter a monitorização que tanto é precisa. São leais e a longo prazo. Melhores funções: Cofundadores, diretores de angariação de fundos, profissionais para gerar Leads.

Comentários

Artigos Relacionados