5 estratégias para promover ações de diversidade nas empresas

A tecnológica Zühlke defende que a diversidade e a inclusão são essenciais num cenário de crescente globalização do trabalho e aponta cinco estratégias para ser bem-sucedido na sua empresa.

Com a expansão das empresas à escala global e a facilidade de integração de colaboradores em qualquer região do mundo com diferentes origens, experiências e perfis, é essencial que as empresas olhem para as suas estratégias de DEIB (Diversidade, Equidade, Inclusão e Sentimento de Pertença) e promovam a sustentabilidade a nível de talento, produtividade e resultados das equipas.

Para a empresas continuarem a promover a diversidade e inclusão no local de trabalho, a Zühlke, consultora tecnológica especializada com clientes e equipas multinacionais, destaca cinco estratégias de sucesso.

1. Fomentar a colaboração além-fronteiras
Com colaboradores especializados em diferentes áreas e localizados em diferentes geografias, a organização deve investir na criação de equipas multidisciplinares independentemente do local onde se encontram. A disponibilização de uma vasta panóplia de ferramentas digitais e tecnológicas torna possível uma maior conexão, colaboração e produtividade mesmo em equipas multinacionais e em remoto.

Depois, é responsabilidade do líder da equipa ir um passo mais longe, contribuindo para a construção de métodos de trabalho que respondam às necessidades da equipa, cultivando empatia sobre os diferentes fusos horários e formas de trabalhar, e oferecendo-se para mediar alguma situação.

2. Investir na mobilidade global dos colaboradores
Enquanto momento de aprendizagem e imersão, a mobilidade dos colaboradores para escritórios da empresa noutras geografias contribui não só para conhecer outros colegas como também para reforçar a cultura de cooperação e tolerância no trabalho.

Isto pode ser alcançado através da possibilidade de relocalização temporária ou permanente para um escritório diferente, fomentando momentos de trabalho em conjunto, reuniões ou sessões de formação presenciais. Assim, é possível criar oportunidades para que os colaboradores se conheçam, compreendam a diversidade à sua volta e melhorem a sua colaboração.

3. Criar momentos informais de partilha
Além das interações regulares com foco na gestão do trabalho e do fluxo de tarefas num projeto, é importante proporcionar momentos mais informais e descontraídos entre os colaboradores em diferentes regiões. Com recurso a plataformas e tecnologias interativas, é possível fomentar a comunicação com colegas noutros escritórios através de conversas informais, “cafés” virtuais, team buildings, jogos ou grupos informais de partilha. Convidar colegas, independentemente de onde estejam,  para marcar presença nestas dinâmicas promove o conhecimento, tolerância e integração de todos na organização.

Estes momentos são igualmente importantes no escritório. Se a equipa é internacional, então é essencial promover encontros informais presencialmente, dando os colaboradores a oportunidade de conversarem, aprenderem mais uns sobre os outros e sobre o seu background, e permitindo que percebam, de forma orgânica, como podem ultrapassar as suas diferenças.

4. Auscultar a comunidade interna regularmente
Implementar estas medidas é importante para promover a diversidade, mas é igualmente importante compreender como, na prática, esses processos estão a ser implementados e que sucesso têm entre os colaboradores. Desta forma, é fundamental que as organizações recolham com regularidade feedback das equipas sobre o impacto das medidas e que outras ideias podem contribuir para alinhar, cada vez mais, estratégias que acolham a diversidade no local de trabalho.

5. Dar o exemplo a partir da liderança
Os líderes têm um papel crucial na adesão a uma cultura inclusiva, uma vez que devem também representá-la. Devem liderar pelo exemplo e pela presença, mostrando-se abertos à adaptação, sendo flexívideis e fazendo questões para melhor compreender diferentes aspetos culturais. Desta forma, garante-se que os colaboradores compreendem as melhores práticas e as promovem entre si. Por isso, uma das estratégias deve passar por formar as lideranças nesse sentido, contribuindo para fomentar a inclusão e a diversidade em toda a hierarquia da empresa.

Comentários

Artigos Relacionados