5 dicas para combater a redução da produtividade causada pela pandemia

Para algumas pessoas a incerteza da situação económica atual, o risco de perder o emprego e de não conseguir prever o seu futuro financeiro reduziram a sua motivação e a sua capacidade de alcançar os objetivos. Por isso, deixamos algumas dicas sobre como manter os níveis de produtividade e eficácia adequados nestes tempos de distanciamento social.

A situação atual traz novas perspectivas e novas formas de ver o dia a dia. Se no início do ano a maioria das pessoas tinha metas otimistas sobre o que ia decorrer, desde março que os planos traçados foram fortemente abalados.

A incerteza impera, o que deixa muitas muitas pessoas ansiosas, stressadas e desmotivadas. A produtividade diminuiu fortemente durante a pandemia. Dados da Aternity, uma empresa de gestão de experiência digital, revelam que só nos EUA houve um decréscimo de 7,2% na produtividade.

Mas, segundo a Forbes, existem formas para aumentar a produtividade durante tempos como este que estamos a viver.

1. Criar novas rotinas
Embora a rotina possa ser desmotivadora, a “estrutura” que fornece é necessária, principalmente em período stressantes como o atual. Quando as pessoas não têm uma rotina ou estrutura para o dia, isso aumenta o stress e a ansiedade, além de sentimentos perturbadores, falta de concentração e foco.

É possível criar uma nova rotina – mesmo durante uma pandemia. O primeiro passo consiste em fortalecer a resiliência através da meditação, revisitando objetivos e focando-se naquilo que é possível controlar. Depois há que seguir os padrões habituais. Por exemplo, se habitualmente começa o dia a ler mensagens, a rever a agenda e depois a atirar-se ao trabalho, mantenha essa ordem. Por outro lado, também é importante redefinir a rotina, de forma a manter o trabalho consistente, com intervalos adequados para manter os níveis de energia.

2. Repensar as manhãs
Todas as pessoas de sucesso têm uma rotina matinal, por isso defina o resto do dia. Não havendo planeamento e organização pela manhã, será difícil perceber o que foi alcançado ao final do dia. Fazer exercícios, um pequeno-almoço saudável e estabelecer intenções diárias são importantes para essa rotina. O Blog da Harvard Extension School recomenda a realização de uma reunião diária em casa com a família para coordenar agendas, partilhar planos e gerir as expetativas de todos.

3. Desenvolver um foco de alta precisão
Pode existir inúmeras distrações quando se está a trabalhar sistematicamente em casa e a melhor forma de combater isso é através de foco e de concentração. É importante priorizar e programar as tarefas. Devem evitar-se múltiplas tarefas e minimizar as distrações. Porém, isso é mais fácil na teoria do que na prática, mas desligar o telefone e trabalhar num local silencioso são técnicas comprovadas. Também é importante agendar períodos para as tarefas domésticas, para que a mente não se desvie do essencial. Fazer pequenas pausas e um passeio no exterior sem levar tecnologia ajuda a desanuviar a cabeça.

4. Realizar check-ins regulares
O fenómeno do trabalho remoto é uma novidade para a maioria das pessoas e um dos maiores inconvenientes é o isolamento. A  solidão e o isolamento social podem ser mais prejudiciais à saúde física e mental do que, por exemplo, a obesidade. De acordo com o economista Stanford Nicholas Bloom, trabalhar em casa pode atrapalhar a inovação. Neste sentido, podem estar a ser perdidas novas ideias, pelo que podem aparecer menos novos produtos em 2021.

Uma forma de diminuir esta situação passa por agendar videochamadas frequentes. É uma maneira simples e eficaz de as equipas se juntarem, socializarem, debaterem ideias e colaborarem em projetos.

5. Simplesmente não fazer nada
Muitas pessoas pensam que por estarmos em casa, podemos ser produtivos e conseguiremos manter o foco que tínhamos há uns meses, mas o facto é que não é bem assim. Do ponto de vista da produtividade, é desafiador, pois todas as pessoas enfrentam enormes obstáculos emocionais com uma incerteza nunca antes vista. Muitos profissionais estão simultaneamente a educar os filhos, a cuidar dos membros idosos da família e a ajustar-se aos novos horários. Sofrem de “fadiga Zoom”, adotam novos hobbies e estão preocupados com o futuro das empresas e negócios. Tudo isto não ajuda a melhorar a produtividade ou o desempenho.

 

Comentários

Artigos Relacionados