As equipas vencedoras do programa de aceleração Protechting 3.0, criado pela Fosun, Fidelidade, Luz Saúde e Hauck & Aufhauser, vão ser anunciadas no dia último dia da conferência.

A Fosun, firma de investimentos chinesa, vai anunciar os vencedores da terceira edição do Protechting, uma competição/programa de aceleração de start-ups durante a Web Summit.

A iniciativa, que foi apresentada ao público em março deste ano, foi desenvolvida pela Fidelidade e pela Luz Saúde  – empresas portuguesas no portefólio da organização oriental – e ainda pelo banco alemão Hauck & Aufhauser. Encontrar projetos inovadores nas áreas de healthtech, fintech e insurtech era o objetivo do programa.

O pitch final será feito pelas seis equipas finalistas na manhã do dia oito de novembro, no pavilhão 3 da conferência. A assistir à apresentação final estarão executivos da Fosun e das empresas que pertencem ao portefólio da investidora chinesa.

No entanto, para chegarem ao palco final, as seis start-ups contempladas vão ter de “provar” que merecem o seu lugar na competição. Para tal, vão ter de competir numa primeira ronda, onde vão estar presentes 12 equipas. A semi-final realiza-se amanhã, dia sete de novembro, num dos palcos secundários da Web Summit.

Da meia dúzia de start-ups, vão ser premiadas três. Cabe a Vicent Li, vice presidente da Fosun Internacional, anunciar as vencedoras. Ao seu lado vai estar Jorge Magalhães Correia, presidente do Grupo Fidelidade, Isabel Vez, CEO da Luz Saúde, e também Sandra Freimuth, membro do conselho da Hauck & Aufhauser.

Os três vencedores vão ter a oportunidade não só de integrar e desenvolver o seu projeto com as insígnias por trás do programa de aceleração, como também de fazer um roadshow pela China, onde vão poder contar com acesso a alguns dos maiores investidores do mundo. O vencedor que for distinguido com o melhor modelo de negócio vai receber um prémio monetário de 10 mil euros.

Comentários

Sobre o autor