A partir de hoje já é possível andar de trotinetes Lime na “cidade dos estudantes”. Vão circular entre 200 a 400, distribuídas por 70 hotspots.

Depois de no início da semana ter anunciado que na próxima segunda feira, dia 4, vai abrir uma loja online para venda de 500 capacetes Closca X, a Lime termina a semana a anunciar que, a partir de hoje, já é possível conhecer Coimbra com as suas trotinetes elétricas.

A plataforma de mobilidade sustentável vai disponibilizar em Coimbra (depois de Lisboa, esta é a segunda cidade portuguesa onde está presente), entre 200 a 400 trotinetes elétricas partilhadas. Estarão localizadas nos 70 hotspots definidos conjuntamente com a Câmara Municipal de Coimbra.

Manuel Machado, presidente da Câmara Municipal de Coimbra e presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses, referiu que as vantagens deste meio de transporte, “designadamente no plano ambiental”, justificam que se estimule a sua utilização. Ciente de que este será um “desafio” para a cidade, Manuel Machado mostra-se confiante, mas apela a todos os utilizadores o “bom uso do espaço público” e aos moradores que “cooperem para melhor integrar este meio de transporte inovador na mobilidade suave em Coimbra”.

Já Nuno Inácio, diretor de expansão da Lime em Portugal, explicou que “apesar de ser uma das mais antigas cidades do país, Coimbra sempre esteve muito orientada à inovação e, desde o início, mostrou muita abertura para pensarmos em conjunto na oferta desta alternativa de mobilidade”.

As trotinetes podem ser usadas por qualquer pessoa com mais de 18 anos. O processo de utilização é simples: para desbloquear o equipamento, e começar a viagem, basta digitalizar o QR Code que está afixado em cada uma das trotinetes através da aplicação Lime (disponível para iOS e Android). Quando terminar a viagem, e para voltar a bloquear a trotinete, basta tirar-lhe uma fotografia com esta corretamente estacionada. Cada viagem tem o custo de 1 euro para desbloquear e 15 cêntimos por minuto de utilização.

A Lime recomenda que os utilizadores estacionem as trotinetes fora dos passeios para pedestres, entradas de garagens e paragens de transportes públicos e, sempre que possível, em estacionamento de bicicletas e/ou locais definidos. Refira-se que em Lisboa, e em apenas dois meses, a Lime já contabilizou mais de 53 mil utilizadores. Internacionalmente a expansão da empresa já a levou a dezenas de países.

Comentários