Para um empreendedor, as palavras azáfama, excesso de trabalho ou vida sem horários são uma constante. Mas o que acontece quando chega a altura das férias? É certo que, para muitos, o período de descanso ainda está longe. Mesmo assim prepare o negócio para conseguir tirar férias sem que o “barco afunde”.

Os empreendedores podem frequentemente sentir-se escravos do seu trabalho e as únicas pessoas neste planeta suficientemente loucas para trabalharem 80 horas por semana, em vez das 40 horas semanais como qualquer outra pessoa.

Por isso, para os empresários tirar um tempo de férias pode ser particularmente desafiador. Primeiro, arrisca-se a perder rendimentos se não estiver a trabalhar. Em segundo lugar, é difícil encontrar outra pessoa para gerir o negócio durante as suas ausências.

Eis aqui algumas dicas, sugeridas por Jeff Hunter, ele próprio um empreendedor e CEO da BrandedMedia, para ter algum tempo de descanso sem criar ainda mais stress a si próprio.

Primeiro que tudo, é sempre importante ter uma equipa em que confie e, acima de tudo, ter um método. Isto porque muitos empreendedores são escravos dos seus negócios porque não criaram o que Jeff Hunt chama de “receitas de liberdade”: procedimentos operacionais padrão (Standard Operating Procedures – SOP) para o trabalho que fazem. Têm de pensar que (e para não falar apenas no período de férias), se ficarem doentes ou não puderem ir trabalhar, os negócios param.

Por isso, os SOP, por muito pouco entusiasmantes que possam ser, são para este empreendedor uma maneira muito positiva de fazer o “barco” andar para a frente e pode ser a receita para a sua “liberdade”, porque é de liberdade que se trata quando se criam procedimentos, instruções, para que alguém fique habilitado a fazer uma tarefa que normalmente é feita por si.

Assim, para ter realmente liberdade no seu negócio, e poder ir de férias tranquilo, pode pôr em prática três coisas:

  1. Crie “receitas de liberdade” para o que faz ou será um escravo para sempre;
  2. Contrate as pessoas certas que possam realizar o trabalho por si;
  3. Defina as expetativas para a época de férias, rode as pessoas na equipa com base nos horários familiares, seja flexível e, se for o caso, permita que trabalhem remotamente.

Mas quando se trata de passar à prática, a maioria das pessoas adia a criação de um Standard Operating Procedures (SOP) para as operações do dia a dia do seu negócio, mas desnecessariamente porque a tarefa não é assim tão difícil de executar.

Por exemplo, recorra a ferramentas de vídeo para gravar as tarefas que normalmente executa, ou para narrar a forma como as faz e explicar cada passo. Desta forma, simples, pode entregar o vídeo aos membros da sua equipa que vão assegurar essa tarefa.Ou passar para o papel todas as etapas desse processo.

Por outro lado, contratar as pessoas certas para executar essas tarefas é tão ou mais importante do que criar o processo para a sua liberdade. Quando contrata membros da equipa que trabalham de forma remota, tem que pensar de maneira diferente do que quando contrata alguém que está no escritório ao seu lado. Isto porque os membros da equipa virtual/remota devem ser automotivados, devem ser capazes de obter resultados sem necessidade constante de supervisão.

Muitas pessoas falham quando contratam um “assistente milagroso”, um faz tudo. Quer se trate de alguém para trabalhar à distância ou no escritório, seja muito específico sobre as funções a executar. Contudo, se está a equacionar contratar um elemento para a sua equipa virtual tenha em atenção pelo menos duas coisas:

  1. Assegure-se de que têm um ambiente doméstico produtivo, que lhes permita concentrarem-se no trabalho. (Faça perguntas sobre a velocidade da internet, do computador).
  2. Certifique-se de que têm expetativas claras, incluindo os resultados esperados das tarefas que devem ficar descritos antes de efetuar a contratação. Certifique-se de que esses resultados são mensuráveis.

Ao criar processos de trabalho bem definidos para a maioria das funções do seu negócio, para que eles possam ser realizados 100% virtualmente caso seja necessário, está a ajudar-se a si próprio. Assim, quando chegar a altura de gozar as tão merecidas férias, pode ver o trabalho assegurado, ou, se preferir, pode usar as mais recentes ferramentas virtuais para manter o seu negócio em viagem.

Comentários