O SBS StartupBraga Fund, a Portugal Ventures e a Primavera SA acabam de investir na Nutrium, uma plataforma de nutrição onde, em tempo real, 17 nutricionistas e pacientes trabalham em conjunto.

O valor total do investimento pode chegar aos 575 mil euros e vai permitir à start-up entrar numa nova etapa de desenvolvimento e acelerar o crescimento em novos mercados.

A Nutrium nasceu na Universidade do Minho e foi criada de raiz e incubada na Startup Braga, tendo passado ainda pelo 2.º Programa de Aceleração. Para Carlos Oliveira, presidente da Startup Braga, “a Nutrium é um excelente exemplo do dinamismo empreendedor de Braga e é o tipo de investimentos que o SBS StartupBraga quer apoiar, start-ups em fase inicial que necessitam de financiamento para acelerarem o seu crescimento”.

A SBS StartupBraga Fund, recorde-se, é um fundo criado pela comunidade de mentores e parceiros da Startup Braga. É um fundo pre-seed, ou seja, ajuda a desenvolver projetos em fase muito inicial, que assim podem aumentar a possibilidade de fechar outras rondas de investimento. O apoio à Nutrium é o seu segundo investimento, mas prepara-se para, brevemente, investir em mais uma start-up do ecossistema da Startup Braga.

Para a Portugal Ventures este é o terceiro investimento no setor da saúde que faz este ano.  Como explicou Celso Guedes de Carvalho, CEO da empresa, “é nossa missão colmatar as falhas do mercado nacional ao nível de capital de risco e a área das ciências da vida assume uma atuação prioritária. O investimento da Portugal Ventures na Nutrium vai permitir acelerar o crescimento da empresa em novos mercados e dotá-la dos recursos necessários para criar a plataforma de nutrição de referência para os profissionais e os seus clientes”.

Uma avaliação partilhada José Dionísio, CEO da Primavera SA, outro dos investidores no projeto.  “Acompanhámos o projeto da Nutrium desde o momento zero, em ambiente de incubação na Startup Braga, tendo sido claro que estávamos perante um grupo de jovens empreendedores muito seguros relativamente ao projeto que estavam a iniciar”, refere.

Comentários