Portugal é o mais recente parceiro da Singularity University (SU). O acordo para trazer esta universidade para Portugal foi anunciado hoje e envolveu a Beta-i, a NovaSBE e a Câmara Municipal de Cascais.

“Capacitar e inspirar líderes para encontrarem novas soluções para os desafios da sociedade, através da tecnologia e criar ligação a longo prazo para novas oportunidades de inovação e desenvolvimento em Portugal e no mundo”. Este é objetivo da SingularityU Portugal, um projeto anunciado no âmbito da conferência SingularityU que cumpre hoje o seu segundo e último dia na Nova SBE, em Carcavelos.

Portugal é o quarto país parceiro da Singularity University, juntando-se, assim, à rede global de parceiros em crescimento que conta já com a SingularityU Nordics, a SingularityU Netherlands e a SingularityU Canada.

A SingularityU Portugal vai  realizar, já em 2019, Programas Customizados para as empresas e seus executivos em diversas áreas da tecnologia, refletindo sobre como é que estas áreas se cruzam com os diferentes setores de negócio. Os programas duram um, dois ou três dias, dependendo do objectivo pretendido, e são desenhados para ir ao encontro das necessidades específicas de cada empresa.

Também para o próximo ano está previsto o Programa Executivo imersivo de open-enrollment, com faculty especialistas vindos de todo o mundo.

Estes programas foram construídos com foco nas tendências, tópicos e desafios exponenciais mais importantes para Portugal e para o futuro da sociedade. O público-alvo são líderes de grandes organizações, entidades governamentais, organizações sem fins lucrativos, assim como cientistas, educadores, empreendedores e outros líderes que pretendam moldar o futuro.

“Enquanto as start-ups portuguesas estão já a aplicar tecnologias de ponta em certas áreas de negócio para competirem a uma escala global, as empresas mais tradicionais dos setores da indústria e serviços estão agora a enfrentar vários desafios para conseguirem acompanhar o rápido ritmo de crescimento da tecnologia e inovação. Ao trazermos a Singularity University para Portugal, pretendemos dar acesso à educação e às ferramentas necessárias para que líderes, empresários e colaboradores possam estar constantemente atualizados sobre as novas oportunidades tecnológicas e as posicionem na vanguarda da inovação dentro das suas áreas, explicou Ricardo Marvão, diretor executivo da SingularityU Portugal.

Refira-se que a SU é uma comunidade global que visa capacitar e inspirar líderes para aplicarem tecnologias exponenciais na resolução dos grandes desafios da humanidade. Em Portugal, conta também com o apoio da Ageas, Galp e Semapa, os founding partners que, desde o início, apoiaram os três organizadores a trazer para Portugal a Singularity University.

A propósito deste acordo, Rob Nail, CEO da Singularity University, lembrou que “Portugal está a tornar-se um líder reconhecido em diversas áreas da tecnologia e é já um hub importante de empreendedorismo e inovação na Europa. A nossa intenção, com este novo país parceiro, é construir a partir destes feitos e criar novas oportunidades noutros sectores e indústrias em Portugal”.

Comentários