Não são propriamente livros de negócios, no sentido tradicional, e alguns são até edições antigas. Mas todos eles inspiradores e com algo a ensinar às empreendedoras que aspiram a ser líderes.

São seis os exemplos sugeridos pela jovem fundadora da norte-americana Driven Media, espelhados no site da Forbes. Aqui ficam as sugestões para as mulheres portuguesas com veia empreendedora.

 It’s What I Do, de Lynsey Addario
Fotógrafo de guerra, as suas memórias desta experiência de uma vida revelam muito sobre a humanidade. Este livro lembra a quem o lê o que somos, como um todo, enquanto espécie humana. Contém muitas lições sobre a vida e o trabalho que as mulheres ambiciosas podem apreender. Lynsey Addario mostra como se pode ser bem bem-sucedido e corajoso mesmo quando todos parecem  não querem que não o seja.

Citação chave: “Eu tenho fé, como sempre tive, que se eu trabalhar bastante, preocupar-me o suficiente e amar o suficiente em todas as áreas da minha vida, posso criar e desfrutar de uma vida plena”.

WHEREAS, de Layli Long Soldier
Trata-se de uma coleção de poesia na qual  Layli Long Soldier explica, através das suas próprias experiências, o que acontece quando as histórias não se resolvem. A autora acredita firmemente que para criar o futuro, devemos entender e reconciliarmo-nos com o nosso passado. Para além do contexto histórico importante presente na obra, Soldier lembra a liberdade contida num pedido de desculpas genuíno.

Citação chave: “O que significa desejar a ausência de nada? Lá, na mesa do pequeno-almoço como um adulto, questionando-se sobre o que falar se ele gostava dos meus cozinhados, empurrando o invisível para a borda do prato, olhei e vi que ele não tinha espirrado, estava a chorar. Nunca o ouvi chorar, não reconheci os sintomas. Virei-me para ele quando o ouvi dizer: peço desculpa por não ter lá estado em muitos momentos..

Difficult Women, de Roxane Gay
Este é um livro duro, arenoso e suave e vulnerável, tudo ao mesmo tempo. Essencialmente, é tudo o que uma mulher é. Uma contadora de histórias por excelência, Roxane Gay cria um mundo em que qualquer leitor gostaria de entrar.

Citação chave: “Querida, você não está louca. Você é uma mulher.”

Weapons of Math Destruction, de Cathy O’Neil
Atualmente, muitas mulheres jovens cresceram na internet e, nessa medida, o livro de O’Neil é um texto essencial para entender o que significa ter tanta informação pessoal online e como os algoritmos que classificam esses dados afetam as nossas vidas e futuro.

Citação chave: “É uma guerra silenciosa que atinge os pobres com mais força, mas que também  causa danos na classe média. Na maioria, as suas vítimas, têm pouco poder económico, falta de acesso a advogados ou organizações políticas bem financiadas para combater as suas batalhas. O resultado é um dano generalizado, que demasiadas vezes passa por inevitável”.

Who Fears Death, de Nnedi Okorafor
Este livro aborda temáticas como o racismo, sexismo, violação, amizade, tecnologia, infância e amor. A personagem principal é jovem destinada a salvar o seu país, uma personagem poderosa, corajosa e real, que se fica com vontade de conhecer.

Citação chave: “Não é compreensível que ela quisesse viver no mesmo mundo que ajudou a refazer? Isso, na realidade,  é um destino mais lógico “.

A Wrinkle In Time, de Madeleine L’Engle
Um livro que passa pelo universo da fantasia, da ciência, do medo, da amizade, da luz e da escuridão…Leia este livro com as mulheres da sua vida: mães, irmãs, melhores amigas, sobrinhas e filhas. A obra foi escrita em 1962 e é um clássico da literatura infantil que a Disney se prepara para estrear no cinema. Revelador de como o poder das mulheres é melhor gerido em comunidade.

Citação chave: “Mas repara, Meg, só porque não entendemos não significa que a explicação não existe”.

Comentários