A multinacional de iluminação pública Schréder escolheu Portugal para instalar um centro de I&D para smart cities. Entretanto, procura talento nacional nas áreas de IoT, arquitetura de sistemas e de software e programação.

A Schréder, multinacional especialista em iluminação exterior, vai instalar o seu novo centro mundial de I&D para Smart Cities, Soluções IoT, Conectividade 5G, Mobilidade Elétrica e Iluminação Inteligente em Portugal. Chama-se Schréder Hyperion, tem o apoio da AICEP e vai contar com uma ampla equipa de engenheiros especialistas em IoT (Internet of Things), arquitetos de sistemas e de software e programadores.
Serão responsáveis pelo desenvolvimento de produtos, soluções e sistemas inovadores, como é o caso do Shuffle, um sistema modular de iluminação que pode integrar sistemas de controlo, altifalantes, câmaras de vigilância, carregador de veículos elétricos, sinalização, hotspots, banda larga móvel e muito mais.

Nicolas Keutgen, chief innovation officer da Schréder, salientou que a “a iluminação é muito mais do que luz. São as pessoas, e a forma como aproveitamos a tecnologia para melhorar as suas vidas. Este é o caminho inteligente para uma Smart City. Isto é #Lightabilit”. Neste sentido, frisou, “a Schréder Hyperion vai desenvolver e integrar tecnologias que permitam cidades abertas, fluidas, seguras, conectadas e verdes, para os seus cidadãos e para as autoridades locais”.

Refira-se que as soluções disponibilizadas pela empresa podem “interagir com os cidadãos, ajustando a iluminação de uma determinada rua ou espaço fechado às necessidades da comunidade, aproveitando a infraestrutura de iluminação para novas aplicações de IoT-Smart Cities”, referiu a empresa em comunicado. Acrescenta, ainda, que a missão da Schréder é criar ambientes seguros, confortáveis e sustentáveis, contribuindo para uma melhor qualidade de vida dos utilizadores e para uma melhor gestão dos recursos naturais e financeiros das cidades.

A Schréder já tem duas unidades industriais, em Portugal, uma de luminárias em Oeiras, e outra de colunas em Alverca, e já desenvolveu inúmeros projetos no âmbito das Smart Cities.

Comentários