A SafetyMar é uma start-up portuguesa que nasceu da reflexão de um enfermeiro sobre sobrevivência marítima. O projeto português ainda em fase inicial precisa, essencialmente, de investimento e parcerias.

Registada em julho deste ano, a SafetyMar foi criada a pensar em situações catastróficas como a que aconteceu com o naufrágio, em outubro de 2015, da embarcação Olívia Ribau, da Figueira da Foz, onde cinco pescadores perderam a vida.

Depois de dois anos de pesquisa e persistência, Paulo Varela, diretor geral do projeto, conta ao Link to Leaders que foi criando parceiros que ajudassem a dar continuidade ao projeto. “Pelo histórico profissional do promotor, foram adicionadas outras áreas de interesse que visam a sustentabilidade, pela diversidade de ofertas”, esclarece o enfermeiro-empreendedor.

Estando já inseridos na Incubadora de Empresas da Figueira da Foz, a SafetyMar procura nesta fase, essencialmente, investimento, mais contactos e visibilidade do projeto junto de potenciais clientes.

De forma a atenuar potenciais catástrofes, como a que aconteceu na Figueira da Foz, o projeto português dá formação em três áreas distintas: sobrevivência e segurança marítima; trauma e emergência médica; e segurança industrial.

O público-alvo destas formações são:

  1. Pescadores comerciais, com um curso de certificação básica “STCW-F”;
  2. Profissionais de emergência hospitalar e pré-hospitalar da região centro, com um curso de trauma e emergência médica.
  3. Empresas de consultoria industrial, com cursos de trauma, emergências médicas, primeiros socorros e de combate a incêndios.
  4. Cidadãos comuns, capacitando-os para socorrer os seus pares em emergências básicas.

A SafetyMar desenvolveu ainda uma plataforma de e-commerce onde comercializa de equipamentos e inovações associados às áreas de formação.

Estando neste momento a trabalhar em parceria com uma empresa nacional, promovendo as suas diferentes ofertas formativas, as primeiras atuações da SafetyMar vão entrar no mercado em 2018. Isto, porque como conta Paulo Varela ao Link to Leaders, “sendo uma start-up, a Safetymar atravessa uma fase de acreditações junto das entidades DGRM (entidade formadora acreditada em STCW-F), DGERT (entidade formadora), INEM (entidade formadora acreditada para cursos SBV/DAE e TAS), por forma a dar visibilidade às suas ofertas formativas acreditadas”.

Resumo:
Responsável: Pedro Varela, diretor geral
Mercado: Formações de socorro
Necessidade: Investimento, parcerias e contactos
Contacto: Website / +351 910 239 114

Comentários