A start-up tecnológica incubada na Famalicão Made IN vendeu 10% do seu capital à Riopele.

A Riopele, uma das mais antigas empresas nacionais do setor têxtil, adquiriu 10% do capital da start-up IOTech, uma tecnológica instalada no Made INcubar, uma incubadora situada no concelho de Vila Nova de Famalicão, comunicou a própria start-up no seu site.

Com este negócio, a estrutura acionista da IOTech passa a ter composta por Filipe Portela, CEO da start-up, com 90%, e pela Riopele, através do seu administrador Bernardino Carneiro, com 10% do capital social. A denominação social será alterada para IOTECHPIS- Innovation on Technology, Lda.

De origem familiar, a Riopele posiciona-se atualmente como uma empresa à escala internacional integrando na sua oferta as áreas de fiação, tecelagem, tinturaria e acabamentos. É uma das grandes exportadoras nacionais com cerca de 95% da sua produção de tecidos para vestuário a chegara a mercados como os Estados Unidos da América, Alemanha, Espanha, Itália, França ou Grã-Bretanha.

Já a IOTech é uma jovem start-up que desenvolve soluções inteligentes e inovadoras para a indústria. A aquisição de 10% do seu capital, concretizada no final de 2018, permite assim a expansão de clientes e a abertura para novos mercados e reforço da oferta de serviços.

Comentários