Os empreendedores não são todos iguais. Diferem nos objetivos, na dedicação de tempo, na capacidade de enfrentar riscos, nos conhecimentos exigidos e nos recursos financeiros necessários para lançar um negócio.

Entre os diferentes tipos de empreendedores, vale a pena destacar os seguintes:

a) Empreendedor Estilo de Vida (life-style entrepreneur), ou seja, um empreendedor que optou por criar um negócio seu com o principal objetivo de obter um rendimento suficiente para ter um estilo de vida que considera adequado, por exemplo, que lhe assegure a liberdade de fazer o que quer, de acordo com o horário que entender e sem ter de obedecer às instruções de outras pessoas. Este empreendedor não está muito preocupado com o crescimento do negócio, procurando antes que o negócio lhe dê uma receita que possibilite o estilo de vida desejado;

b) Empreendedor em Tempo Parcial (part-time entrepreneur). Trata-se de uma pessoa que tendo uma ocupação principal procura no empreendedorismo uma segunda fonte de receita e também a oportunidade para experimentar ser empreendedor, sem incorrer nos riscos típicos de empreender. São cada vez mais as pessoas que, sonhando ter um negócio próprio e não querendo deixar o emprego que têm, optam por criar um negócio paralelo, a que dedicam algumas horas por semana. Desta forma, não só realizam o seu sonho de ser empreendedor, como ainda criam um “backup” para o caso de, mais tarde, perderem o seu emprego;

c) Normalmente quando falamos em empreendedores falamos no Empreendedor a Tempo Inteiro (full-time entrepreneur), uma pessoa totalmente focada na criação e desenvolvimento do seu negócio. Estas são pessoas que vivem intensamente o processo de criação e desenvolvimento de uma empresa e que estão dispostos a todos os sacrifícios para concretizarem o seu sonho. O seu objetivo é fazer crescer a empresa tão depressa quanto possível. Alguns Empreendedores em Part-Time poderão mais tarde tornar-se Empreendedores a Tempo Inteiro;

d) Empreendedor em Série (serial entrepreneur), quase sempre alguém que começou por ser um Empreendedor a Tempo Inteiro, e que tendo conseguido desenvolver e vender o seu primeiro negócio, agora procura, com a ajuda de outros, criar diversas novas empresas.

O desenvolvimento do empreendedorismo em Portugal não depende apenas de termos mais e melhores Empreendedores a Tempo Inteiro, focados no crescimento rápido das suas empresas. Passa também por mobilizar as muitas pessoas que o Instituto Nacional de Estatística classifica como “inativas”, mas que poderiam avançar com um negócio próprio, caso conseguíssemos simplificar dramaticamente o processo de criação de um negócio.

Passa ainda por criar as condições para que muitos que sonham ter um negócio o façam sem necessariamente terem de abandonar o emprego que têm. Quantas mais pessoas experimentariam ter o seu negócio, se tal exigisse muito pouco dinheiro para arrancar, fosse fácil de criar, necessitasse de uma dedicação inferior a oito horas semanais e tivesse uma boa probabilidade de sucesso?

Comentários

Sobre o autor

António Lucena de Faria

António Lucena de Faria é sócio Fundador e Presidente da Fábrica de Startups, empresa criada em Abril de 2012. É também membro fundador da StartupPortugal, em representação da Fábrica de Startups. Foi o responsável pela organização e realização em 2012... Ler Mais