LinkedIn, Skype, WhatsApp, Facebook, Instagram e Twitter são as principais redes sociais usadas para fomentar contactos profissionais, mas também para partilhar os seus momentos. Como tal, na hora de escolher a foto para o seu perfil profissional, questione-se: O que esta imagem transmite sobre mim?

No meu recente livro “Imagem Profissional, Guia de Estilo”, abordo estas questões relacionadas com o universo do trabalho, sendo que cada profissão ou área é diferente e, por isso, tem necessidades e caraterísticas distintas. A verdade é que todos os dias partilhamos conteúdos nas redes sociais e, muitas vezes, não é possível estabelecer uma fronteira entre a vida profissional e pessoal.

Como tal, se acha que a imagem apenas é importante para quem tem cargos de chefia, então está na hora de dedicar algum tempo a este assunto.

Os 12 mandamentos para escolher uma boa imagem para o seu perfil profissional

  1. Defina os objetivos: Na sua área profissional, pretende transmitir seriedade e profissionalismo ou, pelo contrário, mostrar que é uma pessoa criativa e artística? Esta definição é importante para escolher detalhes, como a roupa, a maquilhagem e o cabelo, mas também o tipo de fotografia.
  2. Evite as selfies: Apesar de estarem na moda, evite fotos tiradas por si próprio, de modo a ficar devidamente enquadrado e focado na imagem. Sobretudo, não use imagens tiradas em frente ao espelho.
  3. Boa iluminação e fundo liso: Parece um pormenor, mas faz toda a diferença. Escolha um local bem iluminado para tirar a foto, de forma a evitar sombras no rosto, e prefira fundos lisos para evitar distrações.
  4. Menos é mais: Não use óculos de sol ou fotografias tiradas à noite com flash. Evite, ainda, imagens em festas ou no ginásio, se estas não estiverem relacionadas com a sua atividade profissional.
  5. Se usa óculos: Tenha apenas atenção aos reflexos nas lentes, pois os seus olhos devem ficar visíveis na foto. Escolha também o modelo de óculos mais indicado para o seu tipo de rosto.
  6. Sorria: Um sorriso revela simpatia e transmite uma impressão positiva. Deve também olhar para a câmara, de modo a não passar a imagem de uma pessoa distante ou distraída.
  7. Evite fotos sensuais e provocantes: Nada de usar grandes decotes, transparências, tops cai-cai ou roupa demasiado justa (daquela em que os botões da camisa parece que vão saltar). No caso dos homens, não precisa de exibir os seus músculos com t-shirts justas, a não ser que seja personal trainer ou atleta profissional. Prefira uma camisa de mangas compridas num registo mais informal.
  8. Use maquilhagem natural: Não use sombras muito escuras, brilhantes ou de cores muito vivas. Evite, ainda, fotos de cara lavada que podem revelar um aspeto abatido ou cansado. O ideal é esconder as olheiras, as marcas e as manchas do rosto, uniformizando o seu tom de pele, de modo a ficar com uma aparência radiosa. Escolha tons naturais e suaves para o seu perfil profissional.
  9. Não esconda o rosto com o cabelo: Evite tirar fotos com as mãos ou o cabelo no rosto, pois parece que está a esconder algo. O rosto e os olhos devem ficar visíveis na imagem. Se tiver um cabelo muito volumoso, o melhor será apanhá-lo ou retirar algum volume, com produtos específicos. Nada de usar chapéus, fitas, laços ou ganchos visíveis. O cabelo deve ter um aspeto cuidado e limpo. Se pintar o cabelo, tenha também atenção ao tamanho das raízes. E esqueça os penteados festivos, optando por um visual mais natural.
  10. Adote uma boa postura: Mantenha as costas e o tronco direito, mas sem ficar demasiado sério ou com uma postura muito rígida. Nada de braços cruzados ou mãos nos bolsos. Esqueça, ainda, as fotos de férias na praia ou de fim-de-semana, pois são demasiado informais.
  11. Saiba o que vestir: Escolha uma indumentária de acordo com a sua área profissional, consoante trabalha num ambiente formal, informal ou criativo/artístico. E não se esqueça de usar peças que valorizem o seu tipo de corpo, ou seja, se tiver um pescoço curto não use gola alta ou lenços atados nesta zona. Evite, ainda, cores muito berrantes, padrões animais, estampados muito marcantes, tecidos brilhantes e golas extravagantes nesta situação.
  12. Escolha os acessórios mais indicados: Evite o excesso de informação no seu visual. Grandes colares e brincos, assim como modelos étnicos, com bonecos ou correntes, não são os mais indicados para um perfil profissional, a não ser que trabalhe na área de design e moda e pretenda usar um acessório E não se esqueça da regra de ouro: menos é mais!
Comentários

Sobre o autor

Rita Carvalho

Rita Carvalho é consultora de Comunicação e Imagem. Autora do livro “Imagem Profissional, Guia de Estilo”, é licenciada em Relações Públicas, tem uma pós-graduação em Comunicação e Gestão Das Organizações, e o curso de Imagem Pessoal e Profissional da Blossom Image Consulting. Colaborou ainda com vários media e é autora do blogue In Styleland.