Produtos alimentares alentejanos de qualidade e genuínos. Este é o mote do projeto de lojas de produtos regionais que José Chicharo quer lançar e para o qual procura sócio ou investidor.

A ideia de negócios de José Francisco Chicharo, contabilista de profissão, surgiu sensivelmente há cerca de sete anos na sequência do seu conhecimento pessoal sobre o meio rural e a gastronomia da sua região: o Alentejo. O número crescente de turistas e maior produção e diversidade de produtos regionais, sustentam a sua intenção de ter uma marca global que represente a região, naqueles que são os produtos “bandeira” da gastronomia alentejana: queijos, vinho, enchidos, presunto, mel, doçaria azeites ou pão, e reuni-los numa rede de lojas uniformizada. Ou seja, criar um espaço, uma marca, que “comercialize todas estas valências que andam isoladas, agrupando a multi-variedade de excelentes produtos da região, sem perder as suas caraterísticas e mantendo a qualidade”, explica o mentor do projeto.

“Verifiquei que os excelentes produtos regionais alentejanos, independentemente da sua alta qualidade e de serem vendáveis e rentáveis, carecem de uma aglomeração de sinergias que lhe permitam criar uma rede de lojas nacional”, justificou.

Modelo de negócio
A proposta diferenciadora de José Chicharo está no facto de apostar numa estratégia de serviço ao cliente cuidada e personalizada. Ou seja, propõe-se fornecer informação detalhada sobre a origem dos produtos (de que zona do Alentejo são provenientes), sobre como são produzidos, como devem ser preparados ou confecionados ou, ainda, as diferentes combinações possíveis de produtos. “Nada como os funcionários da loja para explicarem verbalmente as caraterísticas e origem dos produtos”, afirmou.

Além dos produtos avulsos, a sua ideia é, pelo menos na fase inicial, desenvolver Kits de produtos –  o Kit Light, com um número mais reduzido de itens, e um Kit Familiar, mais completo. Esta é também uma forma de diversificar a oferta e oferecer ao cliente um conjunto de produtos a um preço mais acessível.

A base de trabalho são produtos provenientes diretamente dos produtores, desde os vinhos, até aos queijos, enchidos, presuntos, mel, doçaria ou pão. “Nada se compra a intermediários. Escolherei pessoalmente os produtos”, assegura. Espera começar a atuar com uma primeira loja no mercado do Algarve (Barlavento, Portimão ou Albufeira) e uma segunda em Lisboa.

Neste momento depara-se com a dificuldade da banca em apostar em projetos desta natureza e, por isso, com esta ideia em mente e já com a marca criada (cujo nome ainda não quis revelar), José Chicharo procura um investidor ou sócio que “goste e acredite na ideia”. Um investidor na área de rede de “lojas gourmet” para concretizar e materializar o espaço, elaborar o design interno e externo da loja, o logótipo. Azul, verde e alaranjado são as cores que quer imprimir à imagem da sua rede de lojas de produtos regionais alentejanos.

Resumo
Responsável: José Francisco Chicharo
Área: Produtos alimentares alentejanos
Produto: Rede de lojas gourmet
Mercado: Nacional
Necessidade: Sócio e/ou investidor
Contactos: splendidcodigo@gmail.com

Comentários