A start-ups portuguesas GoParity e Raize chegaram à final do concurso Inclusion Plus e, em conjunto, ganharam cerca de 29 mil euros.

A MetLife Foundation e a Verb anunciaram ontem os vencedores da competição exclusiva a start-ups da Península Ibérica Inclusion Plus, que tinha como objetivo potenciar a inclusão financeira junto de cerca de dois mil milhões de pessoas por todo o mundo.

A grande vencedora da iniciativa foi a OpSeeker, que criou um coach financeiro baseado em tecnologia de inteligência artificial e que ajuda a educar os jovens sobre como gerir melhor o seu dinheiro. A ideia e execução valeu um cheque de 40 mil euros à start-up espanhola.

Segundo comunicado, durante a cerimónia, Gonzalo Camiña Ceballos, CEO do projeto, afirmou que “só podemos estar gratos. Toda a equipa da OpSeeker está entusiasmada com a bolsa da MetLife Foundation Inclusion Plus. Isto significa que vamos poder desenvolver uma solução mais robusta em menos tempo do que tínhamos estimado. Consequentemente vamos ser capazes de preparar e impulsionar jovens com baixos rendimentos a alcançarem uma melhor vida financeira, de forma mais rápida e melhor do que esperávamos”.

Portuguesa GoParity recebe 25 mil euros para promover a inclusão financeira

Os vencedores e os respetivos prémios da competição Inclusion Plus.

Do lado português, a GoParity foi a grande vencedora. Esta start-up, que criou uma plataforma de crowdlending – que liga pequenas empresas à procura de financiamento a investidores que procuram possibilidades de investimento mais vantajosas –, ganhou um prémio de 25 mil euros e acesso à final mundial da competição que vai decorrer em Nova Iorque, no próximo mês de outubro.

A Raize foi a outra start-up portuguesa a concurso e ganhou 4000 euros por ter chegado à final. Este projeto também trabalha com pequenos investidores e pequenas empresas, mas tem como objetivo promover uma plataforma de investimento sustentável e ágil para a economia, incentivando os seus utilizadores a fazer poupanças domésticas e a promover a educação financeira.

Para o diretor geral da MetLife Iberia, “a inclusão financeira é a chave para impulsionar a prosperidade de um país. Deste modo, torna-se prioritário promover a concorrência, favorecendo a inovação e expandindo o acesso aos serviços financeiros para todos”.

A competição Inclusion Plus Iberia integra um programa mais abrangente que foi desenvolvido em parceria com  a MetLife Foundation e a Verb e que está a ser implementado em 12 países ao longo de três anos. As competições já foram concluídas na Irlanda, China, Índia, México, Egipto, Líbano e Bangladesh.

Comentários