A start-up portuguesa Picma está a testar o seu produto de otimização de painéis solares na sede da Vodafone, em Lisboa.

De forma a celebrar o Dia Mundial da Energia, que se assinalou ontem, 29 de maio, a start-up portuguesa Picma instalou um piloto da sua solução Coulomb na sede da Vodafone Portugal.

O dispositivo, integrado no mundo IoT (Internet of Things) vai monitorizar 22 painéis solares presentes no edifício da operadora de telecomunicações. Intitulado Coulomb, este sistema promete melhorar a eficiência dos painéis solares através de um algoritmo de inteligência artificial que permite diagnosticar potenciais anomalias com as infraestruturas, notificando os seus utilizadores caso seja necessário fazer a manutenção ou limpeza.

Segundo comunicado enviado às redações pela Vodafone, estudos internacionais estimam que, em média, as instalações fotovoltaicas estejam entre 15% a 70% abaixo da sua produção máxima. Para prevenir este tipo de problemas e otimizar a eficiência energética, o Coulomb previne falhas totais ao diagnosticar os problemas quando ainda estão numa fase inicial e alerta acerca destas reduções de eficiência que, muitas vezes, são causadas devido à acumulação de detritos.

Todo o processo de monitorização dos painéis tem em consideração os fatores meteorológicos e, ainda, o estado da estrutura, como por exemplo a sujidade excessiva ou os danos no painel. Para além disto, o dispositivo criado pela Picma é facilmente manejável através de uma plataforma online – também ela criada pela start-up -, que ajuda a perceber a quantidade de energia que se poupa e dá acesso a contactos de empresas certificadas de manutenção.

A Picma foi uma das dezenas de start-ups portuguesas que já participaram na nossa secção “Oportunidades”, onde damos visibilidade a empreendedores que tenham alguma necessidade para avançar com o seu projeto (investidores, parcerias, contactos, etc).

Na altura, a start-up precisava de um investimento na ordem dos 200 a 300 mil euros para poder avançar com a certificação do produto e entrar na primeira fase de comercialização. Com este piloto em parceria com a Vodafone, a Picma vai poder implementar a sua solução em ambiente real e corrigir eventuais erros antes de introduzir o produto no mercado.

Recentemente, a start-up participou no evento Collision nos Estados Unidos, onde conseguiu captar a atenção de alguns investidores.

Comentários