A Flow é o exemplo de uma das maiores histórias de sucesso no domínio do crowdfunding. Trata-se uma start-up australiana que superou todas as expetativas na angariação de fundos.

A Flow é uma start-up australiana, implantada numa zona rural, que criou uma colmeia que permite a extração do mel através de uma espécie de torneira, uma solução que faz com que os apicultores não necessitem de abrir a colmeia para retirar o mel. Além desta inovação, o projeto tem a particularidade de ser um exemplo de sucesso na utilização de uma campanha de crowdfunding.

A iniciativa aconteceu em fevereiro de 2015 quando os fundadores do projeto, Stuart Anderson e o filho Cedar, criaram uma campanha de angariação de fundos, que tinha como meta angariar 70 mil dólares, na Indiegogo, uma das maiores plataformas de financiamento coletivo do mundo. A adesão foi surpreendente e, 24 horas depois, a campanha arrecadou 2 milhões de dólares. Em abril, mês em que o crowdfunding foi encerrado, a Flow captou 13,3 milhões e superou meta inicial em 17,380%.

Este desempenho deu à start-up australiana entrada direta na lista das iniciativas de crowdfunding mais bem-sucedidas mundialmente. Globalmente, foi a 29.ª campanha a arrecadar mais dinheiro. O facto da campanha ter sido feita numa época em que a problemática da extinção das abelhas estava na ordem do dia foi, segundo os fundadores da start-up, uma das razões para o sucesso alcançado.

Stuart Anderson e o filho Cedar levaram cerca de 10 anos a desenvolver o projeto Flow. Mudaram a orientação dos favos de mel na colmeia, colocando-os na vertical, e desenvolveram um sistema de favos feitos em plástico, sem implicações no bem-estar das abelhas nem na saúde de quem consome o mel. Na base da colmeia foi colocado um tubo de vidro através do qual se retira o produto. Desde o lançamento, a Flow já vendeu mais de 60 mil colmeias, maioritariamente a pequenos e médios apicultores.

Comentários