Para ligar empreendedores e start-ups a fundos de investimento, mentores e conferencistas, a empresa mexicana Balero lançou a Startuplinks. A plataforma conta com mais de 120 start-ups de base tecnológica com inovações no campo agroalimentar e  na saúde, provenientes de Jalisco.

Arriscar a criar um negócio é apenas o primeiro passo na longa corrida da vida empreendedora. Logo que consiga construir o seu produto mínimo viável (MVP, na em inglês de minimum viable product), deverá encontrar quem o aprove. O passo seguinte é continuar a afinar o modelo de negócio e conseguir novos clientes.

Mas alcançar esta meta nem sempre é uma tarefa fácil. Muito menos quando muitos empreendedores tendem a caminhar sozinhos e a relacionar-se pouco com os diferentes atores do ecossistema. E isto não é sempre por gosto, mas por pouco conhecimento dos atores, da atividade empreendedora e do que implica continuar a evoluir.

Perante a pouca tradição e dados reais da criação e desenvolvimento de start-ups e de um sistema que incentive a mentoria, Balero, um facilitador e articulador de negócios que apoia e liga os empreendedores, empresários e investidores mexicanos que querem ingressar no mercado global, lançou a Startuplinks.

Segundo o Entrepreneur, trata-se de uma plataforma que procura incrementar o crescimento das start-ups, ligando-as a mentores e consultores. “Esta ideia surgiu ao detetar uma necessidade de mentoria e acompanhamento nas etapas iniciais destes negócios para conseguir que descolem”, explicou Ángel Bañuelos, presidente da Balero.

O projeto começou a operar como piloto durante o Campus Party México 2016. Contou com o apoio da Secretaria de Inovação Ciência e Tecnologia de Jalisco. Durante o ano passado, foram apoiados 121 empreendedores e juntaram-se à rede 64 mentores, 313 fundos, convocatórias e plataformas de investigação.

Neste ano, Balero procura levar a iniciativa a todo o México. A aposta é promover serviços de vinculação com aliados estratégicos, mentores, oferecer aos empreendedores informação de eventos, conferências e de fundos públicos e privados.

Inscrever-se na plataforma é grátis e pode participar quem tem e não tem uma ideia de negócio. “Procuramos incentivar o crescimento das start-ups e ligá-las com o mentor e consultor ideal, de acordo com as caraterísticas de cada negócio”, disse Bañuelos. Por isso, “temos trabalhado com mentores em todas as vertentes e encontrar aliados de diferentes setores”, esclarece.

Por exemplo, podem encontrar-se na plataforma advogados, contabilistas, especialistas em propriedade intelectual, investigadores, cientistas, entre outros.

A Startuplinks está aberta à inscrição de aliados estratégicos como universidades, consultoras, instituições do governo, empresas, conferencistas, fundos, eventos, entre outros. O registo é também gratuito e aos aliados pede-se que ofereçam algumas horas de mentoria sem custo ou com preços especiais.

 

Comentários