Presidente do Business Angels Club de Lisboa, Isabel Neves é uma observadora atenta do mercado empreendedor, sempre à procura do melhor projeto. Convidada da rubrica Link To Acredita Portugal, a advogada partilha algumas das suas experiências e deixa alguns conselhos.

Otimista e empreendedora por natureza, Isabel Neves foi um dos rostos do programa televisivo “Shark Tank”. Investidora sempre atenta a novos e inovadores projetos, não hesita em afirmar que um dos seus maiores riscos é investir com emoção. “Muitas vezes invisto com uma carga emocional extremamente grande, ou porque os projetos me tocam de alguma maneira, ou porque têm a ver com empreendedorismo feminino que é um ponto fraco para mim! Portanto, se dou um peso maior à parte emocional corro sérios riscos”, afirma.

O seu maior erro, confessa, prende-se exatamente com esse lado emocional, mas é um erro com o qual aprendeu, revela. Hoje tenta fazer as coisas de forma mais focada e racionalizada, porque os maiores erros que detetou foi exatamente “ter confiado demasiado nas pessoas, por ter confiado demasiado na parte emocional”.

Não há melhor ideia do que a primeira, explica, e o seu primeiro grande investimento foi num projeto relacionado com fio de cortiça. “Um projeto que continua a apaixonar-me todos os dias. Não quer dizer com isso que a melhor ideia seja o melhor negócio nem que amanhã não haja uma ideia melhor”.

Na sua vertente de investidora, a maior conquista é perceber, a cada momento, “as nossas potencialidades e os nossos pontos fracos e tentar sempre melhorar aquilo que temos de pior”. A inspiração consegue-a todos os dias, no manancial de projetos e de empreendedores que lhe chegam a cada momento, na capacidade empreendedora dos jovens portugueses e dos menos jovens também. “Há tanta gente com ideias, com inspiração, com vontade de fazer diferente e isto é uma inspiração a todo o momento”, frisa.

Isabel Neves lembra que o caminho desde a ideia até conseguir transformá-la num projeto e num negócio real é muito longo. “É um caminho das pedras que faz sangrar muito pé, e muita gente não está preparada para isso. Muita paciência, resiliência e trabalho é o melhor conselho que posso dar”.

Veja a entrevista de Isabel Neves e saiba mais sobre o concurso de empreendedorismo Montepio Acredita Portugal.  As inscrições ainda estão a decorrer.

Comentários