Eduardo Filho, da Inspiring Future, partilha a sua experiência à frente desta associação sem fins lucrativos que preside e deixa algumas  sugestões aos jovens empreendedores. É o quarto convidado da rubrica Link To Acredita Portugal.

A concluir o seu quinto ano de atividade, a Inspiring Future já está em 260 escolas no país, em todos os distritos, incluindo as ilhas e, pela primeira vez este ano, nos Açores, como referiu Eduardo Filho.

A Inspiring Future tem como objetivo dar apoio aos jovens portugueses, com especial foco nas suas fases de transição, para que estes consigam planear de forma consciente o seu projeto de carreira e de vida, alcançando assim o seu máximo potencial.

“No ano passado tivemos 59 mil pessoas connosco, em auditório, no programa que já está incutido, principalmente, no 12.º, mas que também já está a fazer trabalho nas universidades. E o que queremos é que a médio prazo seja um programa transversal, que esteja com cada jovem uma vez por ano, desde o 9.º ano até à entrada no mercado de trabalho, para que consigam fazer todo o plano de formação, os workshops, e perceber como vão atingir o seu potencial profissional no futuro”, explicou o presidente da Inspiring Future.

Para quem começa a dar os primeiros passos no mundo dos negócios, Eduardo Filho lembra que “o maior risco do empreendedor é não tentar” porque depende de cada um de nós “fazer acontecer o que nós queremos”. Alerta ainda que escolher mal uma equipa pode ser um grande erro, porque esta “é essencial para podermos fazer o que queremos. A equipa tem de estar na mesma página”.

Veja a entrevista e já agora saiba mais sobre o concurso de empreendedorismo Montepio Acredita Portugal, cujas inscrições estão a decorrer.

Comentários