Alugar um carro por nove euros para fazer uma viagem entre Lisboa e Porto é a proposta da Shareacar, uma start-up portuguesa com pouco mais de um ano de existência.

A Shareacar é uma start-up totalmente portuguesa de partilha de carros. A ideia é ser o intermediário entre os que emprestam e os que pedem emprestado.

Com o pulsar da sharing-economy, e a juntar-se a outros casos como a Rnters, que permite o empréstimo de quase todos os tipos de produtos, a Shareacar vem inovar um setor (rent a car) que tem sofrido poucas alterações nos últimos anos.

Esta start-up dinamiza a ligação entre as duas maiores cidades portuguesas através do empréstimo de carros, como um Volkswagen Polo ou um Opel Adam, que começam com um preço de 9€ por um dia. Para veículos familiares, como um Renault Mégane, o preço sobe para os 17€.

Apesar dos custos de gasolina, portagens e de estacionamento não estarem incluídos no plano, há carros elétricos disponíveis na plataforma, o que pode reduzir substancialmente o custo da viagem. Exemplo de um Nissan Leaf que está a ser alugado por 27 euros por dia.

Segundo os dados apresentados pela plataforma, esta é uma alternativa 75% mais barata em comparação com os serviços apresentados por empresas tradicionais de rent a car.

A Shareacar não só é útil para quem procura formas mais baratas de se deslocar entre Lisboa e Porto, como também permite aos donos dos carros colocar os seus veículos a render.

Em comunicado, Zé Francisco Leitão de Sousa, fundador da empresa, afirmou que “este novo serviço disponível na plataforma é uma proposta de valor, sobretudo, para estudantes e trabalhadores que precisam regularmente de se descolar entre Lisboa e Porto e que procuram formas de mobilidade mais acessíveis. Shareacar não só permite a qualquer pessoa rentabilizar o seu carro nas alturas em que não é usado, como oferece um serviço mais barato a quem quer alugar carro”.

Para poder alugar um carro precisa de preencher os seguintes requisitos:

– Ter pelo menos 21 anos;
– Ter carta de condução válida em Portugal;
– Ter pelo menos dois anos de carta.

Comentários