Em março de 2005, lançamo-nos numa aventura editorial: a de publicarmos um livro que fosse o “dois em um” (Cartas ao Futuro – Um Exercício de Cidadania, Editora Monitor).

Por um lado, deixar mensagens às novas gerações de passos a percorrer para poderem vir a ter uma carreira bem-sucedida, de forma consolidada.

Por outro, construirmos um Modelo de Competências de Liderança e de Gestão e de Valores que fosse inspirador do desenvolvimento pessoal e profissional naqueles domínios.

Nessa aventura editorial, tivemos a ajuda de personalidades da comunidade empresarial e política portuguesa, de comprovado êxito, com carreiras bem-sucedidas e respeitadas nos respetivos domínios (António Correia de Campos, António Martins, António Sousa Gomes, Belmiro de Azevedo, Jaime d’Almeida, José Romão de Sousa, Luís Mira Amaral, Nuno Caldeira da Silva), mais três amigos, dois espanhóis e um francês, que me têm acompanhado ao longo da minha vida profissional e servido de mentores e fontes de inspiração Felipe Prosper, Miguel Angel Gallo, Michel Montebello).

De seguida, apresentamos, de forma resumida, as mensagens que foram publicadas, quer sobre aspetos a ter em conta para seguir a tal carreira de sucesso, quer o Modelo de Competências de Liderança e de Gestão e de Valores que construímos a partir dos contributos dos entrevistados.

Começamos pelos aspetos relativos à carreira:

  • Alguns professores ajudaram muito;
  • Carreira não planeada;
  • Apoio e acompanhamento da família;
  • Experiências internacionais;
  • Cargos de direção;
  • Projetos desafiantes;
  • Diversificação de atividades, conhecimentos, sectores;
  • Mentoring;
  • Atividades docentes;
  • Aprender, aprender sempre.

Continuamos com o Modelo de Competências de Liderança e de Gestão e de Valores:

Modelo de Competências de Liderança e de Gestão e de Valores

Tendo feito o benchmark com outros modelos de competências de empresas nacionais e internacionais, parece-nos um modelo útil e adequado aos nossos dias, o qual evidencia, para além dos Valores, três aspetos que os lideres de hoje têm de cuidar se querem ser efetivos:

  • Um primeiro aspeto de ALINHAMENTO, isto é, de ter claro e saberem transmitir com clareza o caminho a seguir. Se não há alinhamento, não há foco. Se não há foco, há dispersão, gasto de energia e de recursos desnecessários, logo, quebra nos resultados;
  • Um segundo importante aspeto de MOBILIZAÇÃO. Os líderes têm de ser capazes de mobilizar as energias das suas equipas para a estratégia formulada e transmitida;
  • Um terceiro e relevante aspeto o da AÇÃO, da EXECUÇÃO. Os lideres têm de ser capazes de tomar decisões em tempo útil, as quais devem estar orientadas para produzir resultados.

Por aqui termino com este apelo à vossa reflexão, enquanto líderes:

  • Têm clara a Missão, a Visão e a Estratégia da vossa empresa e conseguiram transmiti-la às vossas equipas?
  • Estão a ser capazes de mobilizar as vossas gentes?
  • Estão a ser efetivos na ação e orientados para resultados?

Grato pela atenção, desejo a todos os leitores um auspicioso ano de 2017.

Comentários

Sobre o autor

Vítor Sevilhano

Vitor Sevilhano é acionista e CEO da Escola Europeia de Coaching, tendo sido acionista maioritário e CEO do Laboratório da Formação, dedicado ao desenvolvimento de competências de gestão e consultoria. Foi diretor de RH e desenvolvimento organizacional da Portugal Telecom e senior partner e director-geral da Iberconsult. Foi gestor e acionista de uma empresa familiar, director-geral de um laboratório e membro do conselho de administração de uma empresa de dragagem.... Ler Mais