É cada vez maior a perceção que tenho de que, para se sentirem bem e felizes no seu local de trabalho, os colaboradores de empresas e organizações devem ter nos seus superiores os exemplos máximos de liderança e boas práticas a seguir.

Exigir aos colaboradores e não ser o exemplo a seguir não é, de todo, a melhor prática de liderança nos dias de hoje, em que as novas gerações ambicionam cada vez mais por um papel ativo e que possa fazer a diferença no seu local de trabalho.

Ter a capacidade para integrar os colaboradores nas tomadas de decisões da empresa, na definição de quais os objetivos a alcançar são passos importantes para aumentar os níveis de felicidade e produtividade. Não obstante, ter o líder da organização como exemplo a seguir é fundamental para o sucesso, sendo que este deve ser visto como um verdadeiro líder e não apenas o “chefe”.

Listo abaixo cinco exemplos em que as diferenças de postura entre um líder e um chefe têm um papel preponderante na forma como estes são vistos pela organização:

Objetivos em números VS Visão, missão e objetivos

O chefe define os números e pressiona para que a equipa os consiga atingir rapidamente.

O líder tem a capacidade para fazer com que a equipa assuma os números como se fossem seus, inspirando-os através da visão e dos objetivos traçados em equipa. Quando os colaboradores de uma organização assumem os objetivos da empresa como os seus próprios objetivos, a capacidade de entrega e motivação é completamente diferente.

Medo e autoridade VS Inspiração

O chefe cria medo nos colaboradores e tem a sua força assente na autoridade e no poder que detém na organização.

O líder inspira naturalmente as pessoas, de forma a que exista realmente um interesse e compromisso em colaborar na empresa.

Utilizar as pessoas VS Desenvolver as pessoas

O chefe utiliza os colaboradores para fazer crescer a empresa, e em seu próprio beneficio.

O líder desenvolve os profissionais da organização e ajuda-os a aprender e a crescer enquanto técnicos, pessoas e líderes, fazendo com que o crescimento agregado de ambos (colaboradores e empresa) seja superior e benéfico para todas as partes.

Comandar VS Envolver

O chefe dá ordens diretas, utilizando o seu estatuto na organização.

Já o líder faz pedidos, pede opiniões e ouve as preocupações dos colaboradores em relação às reais necessidades da empresa, de forma a envolvê-los nas tomadas de decisões.

Eu VS Nós

Quando pensa e tem ideias, o chefe vê-as como dele e não da empresa, dando uma maior ênfase ao “Eu”.

O líder entende perfeitamente que as empresas são pessoas e que estas fazem parte integrante da organização, envolvendo-as e inspirando-as diariamente, e mostrando-lhes que a empresa é “nossa” e todos caminham no mesmo sentido.

Comentários

Sobre o autor

Miguel Pina Martins

Miguel Pina Martins é fundador e CEO da Science4You. Licenciado em Finanças, pelo ISCTE, com Mestrado de Gestão na mesma instituição. Desde cedo, a política e a possibilidade de encabeçar os seus próprios projetos foram algo que o cativaram, tendo, desde os 18 anos, liderado projetos concelhios e distritais e sido eleito Deputado municipal no Seixal aos 19 anos de idade. Depois de uma breve passagem pela banca de investimento,... Ler Mais