“Viver com pouco faz bem à alma”.  Esta é a premissa do monge budista que assegura que é possível ser feliz sem um Ferrari.

Numa altura do ano em que o consumismo marca a atualidade, a obra do japonês Ryunosuke Koike vai exatamente no sentido oposto. O seu mais recente livro “Felizes sem um Ferrari” – que poderia chamar-se “Manual para aprender a ser pobre” – é um guia para refrearmos o nosso consumismo, e não, como muitos poderiam pensar, um hino à pobreza.

Ao longo de 144 páginas, o autor explana, de forma simples, os mecanismos que acionam o desejo de posse, acompanhando-os com exemplos retirados da sua própria experiência, primeiro durante a sua vida de estudante, depois na sua vida de “pobre”.

O princípio base do livro centra-se em ensinar os leitores a desfrutarem uma vida serena e feliz, e a como usar o dinheiro para ser feliz. Ryunosuke Koike tem uma prosa reveladora para aprendermos a escapar à “tirania” do dinheiro e a concentrarmo-nos nas coisas verdadeiramente importantes. O monge japonês explica o papel do dinheiro e mostra-nos uma maneira prática de alcançar a felicidade, mesmo sem dinheiro, e apresenta as técnicas para que nos possamos libertar de tudo o que é supérfluo.

Quem escreveu
O japonês Ryunosuke Koike estudou ciências da educação e da informação antes de se tornar monge da escola Jado Shinshu.  Autor de um grande número de livros, já vendeu mais de um milhão de exemplares só no Japão.

Temas Chave
Desenvolvimento pessoal, dinheiro, felicidade

Ficha Técnica
Título: Felizes sem um Ferrari
ISBN: 9789897543807
Edição: outubro 2018
Editor: Marcador
Idioma: Português
Encadernação: Capa mole
Páginas: 144

Comentários