Há cerca de três anos que José Rosário explora o hotel rural Mira Serra, situado na região de Mangualde. Um empreendimento completo, que vai muito além da simples oferta hoteleira, mas que, por razões pessoais, o seu mentor quer vender a um investidor que queira dinamizar o complexo.

Em pleno coração das Beiras, junto à localidade de Abrunhosa-A-Velha, o Hotel Rural Mira Serra ocupa um local privilegiado desde 1927 (altura em que foi construído), com uma vista panorâmica para a Serra da Estrela.

A propriedade – o hotel e toda a quinta envolvente – oferecem duas facetas naturais distintivas, como frisou o seu responsável: o microclima da região e as águas termais que ali brotam.

A ligação de José Rosário ao empreendimento aconteceu há poucos anos, quando surgiu oportunidade de explorar o Hotel Rural Mira Serra. Inicialmente, o objetivo era voltar aos primórdios da implantação do espaço, como casa de repouso, com características excecionais, desde as águas termais, ao ar que aqui ali se respira, considerado um dos mais puros da Europa, refere.

Em 1935, a imprensa nacional falava assim do empreendimento, na altura designado Casa de Abrunhosa: “A Casa de Abrunhosa está situada a 500 metros de altitude, nas faldas da Serra da Pousada e é por esta abrigada dos ventos frios do norte. É servida pelo caminho de ferro da Beira Alta e tem condições excepcionais para nela serem feitas curas de repouso e curas ao ar livre. (Drª D. Alda Pamplona). Na Rev. «Clínica, Higiene e Hidrologia – Ano I, Agosto de 1935.”

No entanto, após inúmeras benfeitorias gerais no edifício e nos jardins envolventes, num total de seis hectares de terreno, e graças à procura crescente a nível turístico, tem-se mantido exclusivamente como Hotel Rural de 3 Estrelas.

“Proporcionando desde alojamentos memoráveis até ao contacto com a natureza, o crescimento é constante quer a nível nacional, quer internacionalmente, ainda que extraordinariamente em época de Verão. Chega a estar lotado a 100%, com os atuais 20 quartos, assim como em muitos fins-de-semana durante todo o ano”, revela aquele responsável.

Apesar das potencialidades do projeto, por motivos pessoais e familiares José Rosário tem de regressar à sua cidade de origem, o Porto, o que o leva a procurar um investidor que esteja disposto a adquirir todo o empreendimento – e edifícios circundantes (prédios e moradias), assim como os terrenos, com árvores centenárias, vinha e árvores de frutos – por 1.950.000,00 euros.

Grande potencial turístico

“Estamos perante um espaço verdadeiramente idílico, cheio de histórias e cultura, com um enorme potencial de exploração”. Dos cerca de seis hectares de terreno que fazem parte do empreendimento, existem ainda vários edifícios e moradias, com a possibilidade de serem restauradas, permitindo aumentar consideravelmente a lotação, para uma maior exploração do turismo rural, que tem registado uma forte procura na zona da Serra da Estrela.

“O Hotel Rural Mira Serra é rico culturalmente, nobre em arcos de pedra talhada, adornado com chafarizes, fontes com azulejos, minas de água termal e a envolvência dos jardins num cenário contemplativo da natureza para a Serra da Estrela”, destaca o responsável.

Outro aspeto fortemente promissor, na perspetiva de José Rosário, é a possibilidade de exploração das águas termais, nomeadamente engarrafamento da mesma e comercialização. Atualmente, refere, está somente a abastecer o Hotel, “para satisfação dos clientes que aqui se alojam”.

Resumo
Responsável: 
José Rosário
Área: Hotelaria e turismo
Produto: 
Hotel rural
Mercado: Nacional e internacional
Necessidade: 
Investimento
Contactos:  jose.m.rosario@hotmail.com
Site: http://miraserra.com/

Comentários