Patrick Drahi inaugurou o Center for Technological Innovation and Entrepreneurship (CTIE) na Católica-Lisbon e atribuiu prémios a uma tese sobre empreendedorismo feminino e a uma start-up que serve de intermediária entre agricultores e consumidores.

Ontem, a terceira edição do Knowledge@CatólicaLisbon, um ciclo de conferências que tem como base um estudo com mais de 25 mil inquiridos, contou com a participação especial de Patrick Drahi, empreendedor e fundador do grupo francês Altice, que foi à CATÓLICA-LISBON inaugurar o Center for Technological Innovation and Entrepreneurship (CTIE).

Este novo centro para a inovação tecnológica e empreendedorismo, que conta com o apoio da Fundação Patrick e Lina Drahi e com uma parceria com a Startup Lisboa, está instalado na faculdade e a sua atividade assenta em três pilares fundamentais:

– Excelência em pesquisa na área de inovação tecnológica e empreendedorismo através de bolsas de investigação, publicações de trabalhos de pesquisa e apresentações em conferência académicas, promovendo ainda a visibilidade da pesquisa dos seus membros em Portugal e no estrangeiro.

– Liderança na educação nas áreas de inovação tecnológica e empreendedorismo.

– Partilha do conhecimento da comunidade académica para a sociedade em geral através da comunicação e eventos.

O CTIE apresenta-se como um conector entre o mundo académico e o ecossistema de empreendedorismo e inovação global. À frente deste novo centro, com o cargo de diretora académica, vai estar Céline Abecassis-Moedas que também acumula funções enquanto professora da universidade.

Na opinião da nova diretora, “a CATÓLICA-LISBON tem uma profunda e vasta experiência nas áreas da investigação nos domínios da inovação corporativa, gestão de tecnologia, desenvolvimento de novos produtos e empreendedorismo, com relevante qualidade e impacto para a sociedade em geral. Assim, e através do apoio financeiro da Fundação Patrick e Lina Drahi, a Escola tem a oportunidade de desenvolver e demonstrar a sua investigação e ensino nestas áreas através do CTIE que vai agregar e comunicar as atividades já realizadas na CATÓLICA-LISBON”.

Houve ainda a apresentação dos finalistas das melhores teses de mestrado e projetos de empreendedorismo desenvolvidos dentro da universidade. Os vencedores receberam um prémio pecuniário de 500 euros cada.

A escolha do melhor projeto de empreendedorismo recaiu na Findafarm. Esta start-up serve de plataforma intermediária entre agricultores e consumidores que querem consumir vegetais frescos. A Findafarm tem a mesma ideia base que a Mecai, uma start-up chinesa que se tornou unicórnio (avaliada em mais de mil milhões de dólares) este ano.

Já a melhor tese de mestrado foi atribuída a Jeanne Marie Wittelsburger e que aborda as diferenças de género no empreendedorismo. Na entrega do prémio Drahi enunciou a ideia de que os países mais evoluídos têm muitas mulheres à frente das empresas, acrescentando que é algo que não acontece nos quadros executivos da antiga Portugal Telecom – atual Altice Portugal -, afirmando que não há uma única mulher na direção da empresa.

Comentários