Sabe quais são os fatores positivos e negativos que podem ter impacto na decisão de investimento dos investidores? A European Business Angel Network revela alguns.

Depois de termos abordado questões como as fases de desenvolvimento e setores com maior relevância para o investimento dos business angels e de termos feito uma análise geral ao estudo mais recente dos European Business Angel Network (EBAN), referimos agora, com base no mesmo relatório, os fatores positivos e negativos que têm mais impacto nos investimentos dos investidores anjo.

Segundo o estudo “Understanding the Nature and Impact of the business angels in Funding Research and Innovation”, o fator mais importante para um business angel apostar numa start-up é a equipa fundadora. Este motivo é importante para 90% dos investidores anjo.

O potencial de crescimento do negócio e a ideia ou conceção que a equipa fundadora tem para o projeto são os fatores que se seguem em grau de importância (50%), enquanto a qualidade do business plan tem apenas 24%. No entanto, esta componente é considerada como algo que pode ser futuramente trabalhado, tornando-o, assim, num fator menos apelativo para os investidores.

Fatores decisivos para receber investimento de business angels

Fatores decisivos com impacto nas decisões dos business angels. Fonte: “Understanding the Nature and Impact of the business angels in Funding Research and Innovation”.

Na seção de fatores com impacto negativo nas decisões de investimentos dos business angels, o mesmo estudo revelou que o sistema fiscal dos países em que as start-ups estão inseridas é o ponto-chave para deixar 28% dos investidores “fora de jogo”.

Apesar de 34% terem respondido que não há nenhum fator que crie um impacto negativo no potencial investimento, 15% dos inquiridos referiram a falta de experiência ou de confiabilidade nos fundadores como um motivo discriminatório e 13% mostraram as mesmas intenções para com o enquadramento jurídico em que a start-ups se insere. Este último ponto é especialmente relevante para os países que não têm qualquer tipo de incentivos fiscais para a categoria de business angel. A burocracia é o último ponto a ser referido pelo estudo, com uma percentagem de 10%.

Comentários