Durante três semanas, cerca de 500 jovens de todo o mundo vão-se juntar em Cascais para participarem no European Innovation Academy, um evento que promove a criação de novas ideias e start-ups.

A partir das 10 horas da manhã do próximo dia 16 de julho, Cascais vai ser palco de mais uma edição da European Innovation Academy. Esta é a segunda vez que a organização está em Portugal.

O Centro de Congressos do Estoril vai ser o epicentro da iniciativa e, durante três semanas, vai receber mais de 700 pessoas, incluindo investidores e mentores. Entre esta multidão, encontram-se 400 jovens internacionais e 100 portugueses, que se espera que desenvolvam novas ideias com potencial de serem traduzidas para start-ups bem-sucedidas. A edição de 2018 contará ainda com a participação de uma delegação, com uma centena de participantes, da universidade californiana de Berkeley.

O evento deste ano colocou tecnologias como a inteligências artificial e o machine learning em foco. Por esse motivo, o Centro de Congressos do Estoril vai contar com a apresentação especial do AIBO, o primeiro cão-robot a utilizar machine learning.

Alar Kolk, presidente da academia, refere em comunicado que “a European Innovation Academy não é apenas uma conferência, não é um hackathon, não é um programa de verão. É a ponte para o futuro que os empreendedores da próxima geração constroem para nós”.

Cascais recebe a 2ª edição do European Innovation Academy

Sete dias após o começo do evento, no dia 24 de julho, os jovens vão apresentar as suas ideias no Startup Expo Day. Neste dia, o objetivo é obter feedback, fazer pesquisas de mercado em primeira mão e trocar ideias com os visitantes da exposição e possíveis investidores.

No dia três de agosto, as 10 melhores equipas serão premiadas pelas ideias que desenvolveram ao longo do programa e terão a oportunidade de apresentar as suas ideias a um grupo de investidores de capital de risco.

Os prémios desta edição incluem a oportunidade de os participantes contatarem com aceleradores e incubadoras como a Alchemist Accelerator, Dybaw Venture Capital, AG Consulting, Hunter & Bard, Pitch60 e a Nixon Peabody.

A edição de 2017, que também decorreu por esta altura do ano no Centro de Congressos do Estoril, contou com apenas 300 participantes, sendo que 70 eram portugueses. Este número mais que duplicou em apenas um ano.

O European Innovation Academy tem o apoio e parceria da Beta-i, da Universidade Nova de Lisboa e da Daimler.

Comentários