Pode ler-se no Boletim Mensal de Setembro, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento do Centro (CCDRC), que até 30/09/2017 o Centro 2020 aprovou 3.349 operações, envolvendo 954 milhões de euros de apoio comunitário.

De um modo global, na Região Centro foram aprovados pelo Centro 2020 e pelo Compete 2020, 3.586 projetos empresariais com 2.402 milhões de euros de investimento elegível e 1.267 milhões de euros de fundo atribuído.

Estes são valores importantes, se pretendermos contextualizar a evolução/inovação que se tem verificado no setor turístico. A este nível, é notória a profunda especialização, qualificação e inovação que se verifica em todo o território nacional, e que contribui de forma significativa para o posicionamento de Portugal enquanto um destino de qualidade e um dos destinos mais competitivos do mundo.

Para isto contribui, em grande medida, a aplicação do Portugal 2020, tendo, subjacente, o espírito empreendedor, de diferenciação, de criatividade e de inovação de universidades, politécnicos, escolas, empresas e empresários.

Um pouco por todo o lado, proliferam projetos que pretendem contribuir para agregar e alavancar comunidades de empreendedores, como é o caso do #alphaCoimbra que tem como principal missão afirmar Coimbra como uma das cidades/regiões de média dimensão mais inovadoras da Europa. No seu manifesto pode ler-se que pretendem “conferir sustentabilidade a uma comunidade de empreendedores que existe e tem demonstrado ser bastante dinâmica”, bem como, “refrescar a forma como se comunica a marca Coimbra, dando a conhecer o que de melhor por lá se faz e o seu lado mais irreverente, jovem e moderno”. A ideia de que trabalhando juntos, num forte espírito colaborativo, inclusivo, informal e irreverente, é a grande tónica deste e de outros projetos e tem-se revelado uma grande aposta.

Também a Turismo Centro de Portugal, no âmbito das suas competências de dinamização e potenciação dos valores e recursos turísticos regionais e sub-regionais, tem assumido o papel de incentivador e motivador do empreendedorismo, especialização e diferenciação. No âmbito das suas competências tem desenvolvido uma relação de grande proximidade e simbiose com universidades, politécnicos, escolas, empresários e empreendedores, procurando acompanhar e contribuir para o desenvolvimento de novas linhas de investigação e novos projetos que promovam a inovação e a diferenciação no setor turístico.

Paralelamente, continuam a ser uma aposta os dois projetos destinados a promover o empreendedorismo turístico no Centro de Portugal e o conhecimento científico gerado sobre a atividade turística na região: o Prémio José Manuel Alves – Concurso de Empreendedorismo Turístico, e o Concurso de Teses Académicas.

Acreditamos que, desta forma, poderemos funcionar como agentes catalisadores da diferenciação e do empreendedorismo, sendo consequentes no alcance da nossa missão: estruturar e diferenciar, contribuindo para o posicionamento da marca “Centro de Portugal”. Mas, acima de tudo, podemos contribuir substancialmente para a qualidade de vida das populações, retendo e atraindo investimento à região.

Comentários

Sobre o autor

Pedro Machado

Pedro Machado é Presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal desde 2013. Doutorado em Turismo, pela Universidade de Aveiro, é Mestre em Ciências de Educação, na Área de Especialização - Psicologia Educacional, pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, e Licenciado em Filosofia. É Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação Rotas do Vinho de Portugal desde 2014;Membro Cooptado da ESTH/IGP... Ler Mais