A empresa da área automóvel que exporta para 17 países, de três continentes, está à procura de financiamento para dar resposta à procura de um mercado com pouca oferta.

A DOP OFF ROAD é uma empresa do Norte de Portugal focada em várias áreas de negócio, mas com especial enfâse no fabrico e exportação de carroçarias Land Rover Defender – os míticos jipes britânicos. O projeto, que começou como um hobby em 2001, mas que se formalizou como empresa em janeiro de 2015, explora um nicho de mercado onde há bastante procura e pouca oferta. Isto porque a produção oficial de partes deste tipo de veículos terminou em dezembro de 2015.

Rui Alves, líder do projeto, diz-nos que a DOP OFF ROAD exporta os seus produtos para os 17 países, de três continentes, mas que os principais interessados são oriundos do mercado dos Estados Unidos e Canadá – que perfazem entre 90% a 95% do negócio.

Para além desta vertente, a DOP também procede à montagem daquilo a que chamam “tratores” – Land Rovers Defender sem carroçaria, só com a parte mecânica. Esta componente de negócio está virada para o mercado nacional, onde têm a Deltrain – uma das duas únicas empresas a nível mundial que produzem comboios turísticos – como cliente. Através desta, a DOP de Rui Alves chega indiretamente a 25 países.

“Neste momento precisamos de impulso, pois o negócio está a crescer a passos largos”
A fabricante e exportadora encontra-se numa fase de franco crescimento. Contudo, não é possível ir ao encontro de toda a procura que existente sem apoio financeiro. Por este motivo, o fundador esclarece que precisa de 1.5 milhões de euros para impulsionar o projeto. A ideia é encontrar alguém que acredite no potencial da empresa nortenha e que esteja disposto a investir. “Não procuramos sócios, mas sim financiamento”, sublinha Rui Alves.

É igualmente relevante esclarecer que as dificuldades de acesso a crédito na banca – especialmente em negócios como este – levam o fundador a recorrer a investidores privados.

Volume de negócios cresceu 375% entre 2015 e 2018
Segundo o business plan que o líder do projeto divulgou ao Link to Leaders, em 2015, a empresa fechou o ano com um volume de negócios de cerca de 180 mil euros. Um ano mais tarde, em 2016, a DOP cresceu 177% e atingiu valores na ordem dos 520 mil euros.

Mais recentemente, já em 2017, faturou 719 mil euros e obteve um crescimento de 38%. Apesar de 2018 ainda não estar fechado, Rui Alves antevê um crescimento de 19%, com uma faturação de 855 mil euros.

Resumo
Responsáveis:
Rui Alves
Área:
Ramo automóvel, transformação
Mercado:
Global
Necessidade:
Financiamento
Contactos:
ralves.rui@gmail.com
Site:
Página de Facebook

Comentários

Sobre o autor