Tem uma start-up, mas não sabe como contactar um business angel para receber investimento e elevar a sua empresa a outro nível? Leia este artigo e fique a conhecer as melhores maneiras de receber investimento e de fazer o pitch ideal.

Os business angels (BA) estão sempre à procura de ajudar start-ups em troca de uma parte da empresa. Arranjar investidores é um problema transversal a todos os fundadores de microempresas, mas com o método certo é algo facilmente atingível. Conhecer e fazer o pitch ideal a investidores é, possivelmente, a parte mais complicada de todo este processo.

Tipos de business angels

Os BA são investidores individuais ou coletivos. Muitas vezes são profissionais da saúde, advogados, empresários ou, na melhor das hipóteses, empreendedores com experiência na área, que pretendem ajudar novas start-ups. Como são pessoas que investem o seu próprio dinheiro, fatores como a confiança, entrega e devoção ao negócio são elementos importantes a mostrar a este tipo de investidores.

Por vezes o investimento pode ser feito não apenas por um individuo, mas por um grupo. Isto acontece porque cada vez mais os BA tendem a juntar-se a grupos de investidores com o intuito de criarem uma comunidade de entreajuda dentro deste mundo.

Conhecer os business angels:

Eventos focados no setor onde a sua start-up atua são o local ideal para encontrar investidores. A tecnologia pode sempre ajudar neste processo, visto que a maioria dos BA estão presentes em plataformas online. Os grupos de investidores anteriormente mencionados têm praticamente todos um website com informações sobre a comunidade e como os contactar. Se quiser começar a procurar investidores para a sua start-up, tem uma lista de endereços abaixo que o conduzirá a alguns dos grupos:

IAPMEI
Lista de Business Angels do diretório do Link To Leaders
FNABA

Eventos

Como já foi dito no ponto anterior, os eventos são um dos melhores locais para encontrar BA dispostos a investir no seu negócio. Se utilizar bem o tempo que dispõe e conseguir apresentar as suas ideias – no intervalo de palestras, por exemplo, caso o evento não conceda tempo para networking – a potenciais investidores, o mais certo é sair da reunião com um investimento. Na pior das hipóteses sai apenas com contactos que lhe podem ser úteis para o futuro. Na lista abaixo estão presentes alguns dos eventos que se vão realizar num futuro próximo.

IMSHARE, de 31 de maio a 2 de junho – Gestão de Informação e Analytics
Startupbootcamp IoT, 5 de junho – Internet of Things e Hardware
BIG Friday – Innovation at Hospitals, 26 de maio – Saúde
Mais Negócio Portugal, 25 de maio – Almoço de Networking

O “pitch” perfeito

Depois de conseguir a primeira reunião tem de começar a pensar no pitch perfeito para convencer os seus potenciais investidores. Uma apresentação limpa, transparente e a demonstração de confiança tanto em si como no seu negócio são alguns dos aspetos que os BA procuram. Não se esqueça que cada vez mais os investidores procuram apostar em pessoas.

Comunicação eficiente

Mesmo antes de ter marcado a primeira reunião, o mais certo é que os BA lhe façam perguntas sobre a sua start-up. Optar por respostas abertas e mostrar que não tem nada a esconder ajuda a criar uma relação pessoal entre si e o investidor. Os números da sua empresa podem falar por si, mas a confiança e empatia que um BA sente podem ser fatores decisivos no momento de fechar negócio.

Encontrar um orador nato

Tente encontrar alguém na sua empresa que domine o que Aristóteles chamava de “Ethos, Pathos e Logos”. A ideia por de trás disto é encontrar alguém que seja persuasivo, que apele ao lado emocional dos investidores e que seja coerente no discurso. Isto não só melhorará a apresentação, como dará espaço aos especialistas de cada uma das áreas da sua empresa para falarem sobre o seu trabalho.

Uma apresentação memorável

Depois de encontrar o seu trabalhador nato na área da comunicação, procure arranjar maneira de fazer da sua apresentação algo marcante para os BA. Há vários fatores que compõe uma apresentação forte, mas acima de tudo mostre confiança e conhecimento do setor onde a sua start-up atua. Lembre-se também de:

Contar uma história que prenda os investidores:
Lembre-se que os seus investidores não são seus clientes, são pessoas que pensam em investir na sua empresa. Coloque o máximo de esforço em tentar seduzi-los através de uma história atraente.

Ir direto ao assunto:
As apresentações costumam ter um tempo definido. Por norma têm uma duração entre 10 e 15 minutos, por isso, tente dar o máximo de informação importante dentro do tempo que lhe foi disponibilizado.

Falar no dinheiro:
Os BA podem ser agarrados pela emoção da apresentação, mas não deixam de ser investidores. Não pode ter medo em falar da parte financeira do negócio, até porque, independentemente dos BA gostarem da apresentação, não vão investir se não gostarem dos números.

Aposte numa relação, não numa venda

Não pense nestas oportunidades da mesma maneira que pensa numa reunião com um cliente. Tem mais a ganhar em tentar criar uma relação com um BA do que em fazer um discurso de vendedor.

Conseguir a primeira reunião, arranjar um investidor que se interesse pela sua ideia e fechar negócio parecem ser objetivos dificilmente atingíveis. No entanto, se seguir este “guia” já não vai cometer os pequenos erros que podem ser a barreira entre o dinheiro do investidor e a sua start-up.

Leia também: Business Angels: o que deve saber antes de pedir investimento

Comentários