Quais eram as suas opções em serviços financeiros há alguns anos? Provavelmente, uma das escolhas envolvia os principais bancos. Hoje, com as fintechs, a concorrência deste mercado é muito maior. Conheça as start-ups financeiras que se tornaram unicórnios em 2018 e quais as suas apostas.

O ano de 2018 foi bom para as fintechs. Segundo um estudo realizado pela CB Insights com 1707 empresas, o investimento em fintechs atingiu um recorde em 2018. No total, estas empresas receberam 39,57 mil milhões de dólares (35 mil milhões de euros) de financiamentos globais  – um aumento de 120% em relação ao ano anterior.

Nos Estados Unidos, as fintechs alcançaram um recorde de 11,89 mil milhões de dólares (10,51 mil milhões de euros) através de 659 investimentos. Na Europa, o número de negócios diminuiu, mas apesar disso também atingiu um recorde, com 3,53 mil milhões de dólares registados (3,12 mil milhões de euros).

Em 2018, 16 fintechs juntaram-se ao grupo dos unicórnios – start-ups avaliadas em mais de mil milhões de dólares. A América do Norte foi o continente onde nasceram mais unicórnios – oito empresas. No total são já 39 fintechs unicórnios, com um valor de mercado acumulado de 147,37 mil milhões de dólares (130,29 mil milhões de euros) que existem em todo o mundo.

Conheça cada uma das start-ups que se tornaram unicórnios no ano passado.

Brex

A start-up foi fundada nos Estados Unidos pelos brasileiros Henrique Dubugras e Pedro Franceschi e é especializada em produtos financeiros para empresas. A Brex oferece um cartão corporativo com limites mais altos, automatização e gestão de despesas e outras funcionalidades.

Entrou este ano para a lista das 50 fintech mais inovadoras da Forbes. Além disso, Dubugras é um dos personagens da nova série educativa da StartSe, Fintech Revolution, dividida em oito capítulos.

Nubank

A única start-up brasileira da lista atua como um banco digital no país. Criada em 2013 por David Vélez, Edward Wible e Cristina Junqueira, a empresa lançou, além do seu cartão de crédito, uma conta-corrente digital livre de tarifas e anuidade. Recentemente, a start-up também anunciou a sua função débito.

Circle

A start-up foi criada em 2013 com o objetivo de facilitar as transações financeiras criptografadas. Hoje, a empresa oferece quatro produtos: Circle Invest, que facilita o investimento com criptografia; Circle Pay, onde os clientes podem enviar dinheiro de forma fácil e rápida; Circle Trade, uma central de criptografia OTC (over-the-counter); e Poloniex, com ferramentas para negociações mais avançadas.

UiPatch

Fundada em 2005, a start-up desenvolveu plataformas e robots para automatização de processos financeiros, que permitem aos clientes simplificar o processo de contas a pagar, estruturar e digitalizar dados, reduzir custos e melhorar o desempenho da empresa.

Plaid

A start-up construiu APIs que conectam consumidores, instituições financeiras tradicionais e criadores de soluções tecnológicas. Esse conjunto de APIs permite que os interessados criem facilmente produtos financeiros, conectando aplicações com as contas bancárias dos utilizadores

Dataminr

A start-up descobre eventos de alto impacto em tempo real, fornecendo informações críticas antes das notícias aparecerem. Para isso, analisa os dados em plataformas públicas e deteta as primeiras indicações de acontecimentos sobre finanças, setor público e segurança corporativa. A partir daqui, envia sinais de alerta em tempo real, de acordo com as prioridades dos clientes.

Tradeshift

A start-up criou uma plataforma de negócios baseada em nuvem para pagamentos que ajuda os compradores e os fornecedores a digitalizarem transações comerciais e colaborarem em processos através de aplicações. Além disso, a solução auxilia as empresas a aproveitarem descontos de pagamentos antecipados e a removerem processos manuais.

Toast

A start-up oferece uma solução em nuvem que combina software, hardware e processamento de pagamentos para auxiliar os restaurantes a impulsionarem as suas operações. A plataforma, que opera no sistema operacional Android, reúne informações do estabelecimento, possui um ecrã de exibição de cozinha e um leitor de cartão magnético, entre outras funcionalidades.

Root

Através de uma aplicação, os clientes da Root podem contratar um seguro de carro “reinventado”. Enquanto o utilizador dirige com a app, a start-up reúne e analisa dados dos sensores do seu smartphone, medindo o comportamento de condução do cliente para estabelecer a cotação do seguro e taxas com descontos. Apesar de estar na lista de fintechs da CB Insights, a Root está inserida no setor de insurtech.

Revolut

Atua como um banco digital no Reino Unido, oferecendo cartão de débito pré-pago com uma conta corrente em diversas moedas. É possível fazer a conversão instantânea e gratuita de uma moeda para outra, com a taxa real do momento, sem acréscimos. Através desta facilidade, este cartão é muito usado por viajantes.

Monzo

A start-up também opera como um banco digital no Reino Unido, com um cartão de débito e conta corrente. Através de uma app, é possível definir orçamentos mensais, ter uma visão geral da conta e receber notificações de cada uso do cartão.

Toss

A start-up coreana lançou, em 2015, um serviço de transferência de dinheiro peer-to-peer (P2P). Depois, expandiu para uma plataforma financeira completa, com pagamentos via mobile, visão completa de contas bancárias, painel financeiro, conta poupança e outras funcionalidades.

PolicyBaazar

A empresa reúne diversos planos de seguros num só lugar. Começou como um site de comparação de preços, mas expandiu o negócio e tornou-se um mercado de apólices. Hoje, a star-tup processa quase 300 mil transações por mês. Além disso, possui a PaisaBazaar.com, uma plataforma de empréstimo que trabalha em parceria com os principais bancos da Índia.

Tiger Brokers

A start-up atua como uma corretora online que ajuda investidores chineses a comprar ações nos Estados Unidos, Hong Kong e China. A empresa oferece serviços bancários, negociação de títulos e outras funcionalidades disponíveis numa só aplicação.

Lakala

Fundada em 2005, oferece soluções de software para pagamentos offline e online. Além disso, possui terminais de pagamento em lojas de conveniência, supermercados, shoppings e outros estabelecimentos.

Devoted Health

Disponibiliza soluções de assistência médica e planos de saúde para idosos nos Estados Unidos e tem parcerias com médicos, hospitais, farmácias e outros fornecedores. Apesar de estar na lista de fintech da CB Insights, a Devoted Health está inserida no mercado de healthtech.

Comentários