Os estudantes de engenharia eletrotécnica podem candidatar-se à segunda edição do prémio nacional Geração Simaris. As inscrições decorrem este mês.

A Siemens acaba de lançar a segunda edição do concurso nacional Geração Simaris Design, que tem como target estudantes de engenharia eletrotécnica que queiram desenvolver um projeto de eletricidade para um edifício, utilizando todas as capacidades da aplicação SIMARIS Design. Trata-se de um software que faz o planeamento e dimensionamento das instalações elétricas em todo o tipo de edifícios e infra-estruturas, exportando textos descritivos, mapas de equipamentos e esquemas elétricos. Esta solução ajuda os profissionais da área da engenharia elétrica a trabalharem de forma mais rápida e com melhores condições.

Podem concorrer todos os alunos do ensino superior nacional que tenham no seu plano de curricular cadeiras de projeto de instalações elétricas. Para isso têm de formar um grupo de trabalho composto por dois alunos e um professor. As inscrições decorrem online, em dezembro, e o desafio final está agendado para o próximo mês de fevereiro .

O grupo que vencer a competição recebe uma viagem, de três dias, ao centro Tottaly Integrated Power (TIP) da Siemens, na Alemanha. Aí terá a oportunidade de conhecer a equipa que desenvolveu as aplicações Simaris e contactar com algumas das soluções desenvolvidas pela Siemens para projetos de distribuição de energia.

A multinacional vai ainda garantir um estágio profissional aos dois alunos de cada uma das duas melhores equipas do concurso. Por outro lado, os estabelecimentos de ensino que participem pela primeira vez no desafio vão receber uma licença do Simaris Design na versão Professional.

A dupla vencedora de 2016

A primeira edição do concurso teve lugar em fevereiro deste ano e contou com a participação de equipas de 12 universidades. A equipa vencedora era constituída por duas alunas do ISEL.

Fernando Silva, diretor da divisão Energy Management da Siemens Portugal, lembrou que “a edição passada ficou marcada pelo empenho, dedicação e conhecimentos técnicos de todos os participantes, o que nos mostrou que a engenharia nacional mantém uma elevada qualidade, prometendo continuar a ser uma referência no panorama internacional. O sucesso da edição anterior aumenta a expetativa para esta, mas acreditamos que vai ser um sucesso e uma oportunidade dos alunos mostrarem o que serão capazes de oferecer, no futuro, ao mundo empresarial”, frisou.

 

Comentários