A 9.ª edição do concurso desafia os empreendedores a apresentarem projetos inovadores. As candidaturas podem ser efetuadas até 20 de janeiro.

A Caixa Económica Montepio Geral e a Acredita Portugal voltam a juntar sinergias para encontrar as ideias mais empreendedores ao realizarem mais uma edição, a nona, do concurso Montepio Acredita Portugal

A iniciativa tem como objetivo identificar, desenvolver e premiar ideias e projetos promissores de diferentes setores, como o empreendedorismo social, mobilidade e tecnologia, aceitando ideias de qualquer área.

As inscrições já começaram online e decorrem até dia 20 de janeiro. Qualquer pessoa pode concorrer, independentemente da idade, nível de formação e localização no território nacional.

O processo de seleção começará pela análise do mercado e do modelo de negócio das ideias. Posteriormente, os candidatos passam por etapas sucessivas de desenvolvimento, análise do plano de marketing e financeiro até à apresentação do projeto num pitch, na sequência do qual serão escolhidos os vendedores por categoria.

Os melhores projetos têm contacto direto com investidores, especialistas e mentores, assim como o acesso a formação personalizada e a oportunidade de integrar um programa de pré-aceleração.

O júri do concurso ainda não é conhecido, mas à semelhança do ano passado será composto por personalidades que se destacam na sua área de atuação.

Fernando Amaro, diretor do segmento Economia Social e Setor Público da CEMG, acredita que o Montepio Acredita Portugal é um excelente veículo para potenciar o empreendedorismo de impacto. “Há cada vez mais pessoas a procurar e a encontrar no empreendedorismo um caminho para desenvolver soluções para a sociedade”, salienta em comunicado.

Por sua vez, Fernando Fraga, diretor de inovação da Acredita Portugal, lembra que os candidatos com os quais contactam estão mais informados, têm uma visão de oportunidades distinta e são também mais exigentes na procura que fazem das plataformas para potenciar a sua ideia de negócio. “A Acredita Portugal reuniu-se de parceiros de referência no sentido de disponibilizar uma rede de suporte e aceleração que facilite o processo go to market de empreendedores e pessoas com ideias transformadoras e com potencial de impacto”, acrescenta.

Recorde-se que na última edição do concurso concorreram mais de 11 mil ideias de negócio.

Comentários