O novo concurso promovido pela ANI, Portugal 2020 e FCT conta com as parcerias da Universidade de Carnegie Mellon, MIT e Universidade do Texas.

O concurso, que é promovido pelo Portugal 2020, a ANI e a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e que surge no âmbito da iniciativa GoPortugal, visa financiar projetos em conjunto com empresas e entidades não empresariais. O seu lançamento marca a terceira fase das parcerias internacionais com a Universidade de Carnegie Mellon, o MIT e a Universidade do Texas em Austin (UT Austin), que começou em 2018 e se estende até 2030.

O orçamento previsto é de 18 milhões de euros e as candidaturas deverão ser submetidas através do site do Portugal 2020.

O objetivo é atribuir às empresas lusas o papel de dinamizadoras das redes e de projetos colaborativos. Contando com o apoio das instituições de investigação e desenvolvimento (I&D) portuguesas, e tirando partido da experiência e do conhecimento das universidades norte-americanas, prevê-se construir um modelo em que as empresas nacionais liderem o processo de modernização da economia, reforçando assim o ecossistema de inovação em Portugal.

Estão legíveis para participar todos os projetos em copromoção liderados por empresas portuguesas realizados em parceria com entidades académicas nacionais e que contribuam para consolidar a iniciativa intergovernamental Atlantic Interactions.

A lista que se segue inclui as áreas de investigação abrangidas por cada um dos programas:

Programa CMU-Portugal:
– Ciência e engenharia de dados;
– Inteligência artificial e aprendizagem automática;
– Mobilidade e autonomia;
– Design e engenharia aplicados a problemas sociais complexos.

Programa MIT-Portugal:
– Clima e alterações climáticas;
– Sistemas terrestres: dos oceanos para o Espaço;
– Transformação digital na indústria;
– Cidades sustentáveis.

Programa UTA-Portugal:
– Interações Espaço-Terra;
– Física médica para terapias emergentes;
– Computação avançada, computação quântica, análise de dados e visualização;
– Nano materiais para novos mercados.

Saliente-se que as candidaturas devem ser submetidas num prazo de três meses após a abertura do concurso.

Comentários

Sobre o autor