A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários vai analisar os investidores nacionais não profissionais. O inquérito decorre até final de julho.

Já está a decorrer o 4.º inquérito online sobre o perfil dos investidores nacionais não profissionais, 13 anos depois da última avaliação ao mercado. A iniciativa é da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e tem como finalidade “aperfeiçoar o conhecimento dos investidores portugueses, para desde modo poder avaliar com maior precisão as eventuais necessidades de adoção de mediadas adicionais de proteção e de educação financeira dos investidores”, pode ler-se no comunicado da CMVM.

O inquérito decorre online até 31 de julho no site da Comissão, que assim desafia todos os  investidores não profissionais a participarem nesta análise para que se identifiquem com rigor as caraterísticas deste mercado. Para a CMVM esta é uma “ferramenta da maior importância na prossecução da sua missão de proteção do investidor”.

Recorde-se que o último inquérito online ao investidor português data de 2005. Algumas das caraterísticas identificadas foram, por exemplo, que cerca de metade dos investidores (48%) diziam informar-se diariamente sobre a evolução dos índices e cotações, embora apenas 13,5% afirmassem movimentar a sua carteira de títulos mais do que uma vez por semana.

Outra das conclusões foi que dois em cada três investidores afirmavam ter um conhecimento médio sobre os mercados de valores mobiliários e apenas 2,3% referiam ser muito conhecedores.  No inquérito de 2005 ficou ainda patente que os investidores com habilitações académicas superiores tinham maiores níveis de confiança e de exposição ao risco.

Comentários