Acabou de ser anunciada e premiada a capital europeia da inovação. A escolha deste ano foi Paris, que foi premiada com um milhão de euros.

No segundo dia da Web Summit foi anunciada a capital europeia da inovação. Coube a Carlos Moedas, comissário europeu responsável pela pasta de investigação, ciência e inovação, entregar o prémio. Barcelona e Amesterdão foram as vencedoras dos prémios passados.

“Digitalizámos tudo, mas o que não podemos digitalizar é a experiência que as cidades nos proporcionam”, referiu Carlos Moedas na cerimónia.

Para além da cidade vencedora, houve mais nove concorrentes: Berlim (Alemanha); Aarhus (Dinamarca); Copenhaga (Dinarmarca); Helsínquia (Finlândia); Nice (França); Talin (Estónia); Tampere (Finlândia); Tel Aviv (Israel) e Toulouse (França).

Antes de ser apresentado o prémio, Carlos Moedas referiu em comunicado que “a cada edição nova da ‘European Capital of Innovation’ aparecem cada vez mais ideias inovadoras e inspiradoras por toda a Europa. A competição dura deste ano mostrou o quão vibrante os nossos ecossistemas inovadores estão”.

A capital de inovação vencedora, Paris, foi eleita por ter apresentado a missão de tornar a cidade numa “FabCity”, sendo a casa de um dos maiores campus de start-ups do mundo, encorajando assim projetos inovadores por cidadãos e empreendedores.

Talin e Tel Aviv foram também premiados com os segundos lugares deste prémio, recebendo ambos um prémio no valor de 100 mil euros.

Antes de abandonar o palco Carlos Moedas fez questão de referir que este tipo de iniciativas “é importante para a comissão europeia, porque queremos mostrar-vos o que fazemos por vocês”.

Leia também: “As start-ups mais requisitadas e a antevisão do dia“.

Comentários