O que deve saber para investir e ser bem sucedido? Especialistas nacionais e internacionais presentes na primeira edição da Business Angels Summit, partilharam alguns conselhos para capacitar investidores.

Terminou ontem a primeira edição da Business Angel Summit, um evento organizado em parceria pela Beta-i e pela Associação Nacional de Associações de Business Angels (FNABA), e que, durante dois dias, reuniu business angels e venture capitalists nacionais e internacionais, que  partilharam com a assistência algumas das ferramentas que lhes permitam ser bem sucedidos nos seus investimentos.

Do encontro, resultaram vários conselhos dos quais selecionámos cinco:

  1. É importante começar pequeno

Este foi um dos conselhos apontados por Marta Palmeiro, da Pier Partner. Esta profissional, frisou que, numa fase inicial, quando existe dinheiro, tudo parece melhor e mais fácil. Só numa fase mais tardia se percebe qual a verdadeira realidade. Desta forma, para diminuir perdas os investidores aconselham que e deve balizar as expetativas e investir de forma ponderada, especialmente quando se está a dar os primeiros passos no mundo do investimento.

  1. Foco num setor de mercado específico

Contrariamente ao que se possa pensar, o mercado do investimento possibilita a especialização. Aliás, quando se está a construir um portfólio é importante pensar qual o tipo de negócio que faz sentido. Para aumentar a possibilidade de sucesso Jacqueline Holmes, da Midori Management, sugere  que o investidor explore negócios em áreas de interesse pessoal e nos quais já se tenha alguma experiência profissional. Ter conhecimentos sobre a área de atuação é um fator a ter em conta.

  1. Não investir sozinho

Aqui está outro conselho no evento. Mais uma vez, a responsável da Pier Partner, destacou que, apesar de recente, a comunidade de investidores portugueses está a desenvolver-se rapidamente e está aberta a cooperação e diálogo. Um ponto positivo porque quando se investe é pertinente encontrar pessoas mais experientes e com mais capital, salienta aquela profissional.

  1. Comunicar

Comunicar, quer com a comunidade de investidores, quer com o próprio fundador da empresa em que se pretende investir é uma forma de alinhar a estratégia a longo prazo. Isto porque, quando se realiza um investimento, os objetivos e projeções de crescimento devem ser comuns a todos os envolvidos.

  1. Aprender com cada investimento

Além de pensar no retorno financeiro de cada investimento, o investidor deve também considerar o conhecimento que retira de cada euro investido, frisou Orson Stadler, da Mustard Seed Impact. É fundamental que o investidor se coloque numa posição de aprendizagem e não assuma que já possui todos os conhecimentos necessários.

Comentários