Dar a conhecer os seus produtos ou serviços é um passo importante no caminho para o sucesso da sua start-up. Eis algumas maneiras de o fazer de uma forma relativamente barata.

Ter visibilidade pode ser um problema para a sua start-up. Se não tiver conteúdo apetecível para os órgãos de comunicação social pode ser relativamente complicado conseguir chegar ao público sem ter de gastar dinheiro em publicidade.

De uma forma muito simples, o marketing implica a conceção da mensagem, escolha do público e a circulação da mesma. O maior problema associado a esta metodologia é o facto de serem precisas grandes quantidades de dinheiro se quiser fazer algo profissional.

Conteúdo viral. Esta possibilidade inclui a criação de conteúdo que possa circular pelas redes sociais. Se a mensagem aliar as componentes informativa, surpreendente, original e de entretenimento, as probabilidades de a mensagem ser amplamente partilhada são bastantes maiores. Se a iniciativa for bem-sucedida pode esperar encontrar a sua mensagem partilhada por todo o mundo, levando o nome do seu produto/serviço além-fronteiras.

Encoraje os seus clientes a fazerem críticas e testemunhos sobre o seu produto. As pessoas tendem a procurar reviews sobre os produtos pouco conhecidos. Se não houver qualquer tipo de comentários aos produtos que vende vai encontrar maior resistência dos potenciais clientes, já que grande parte dos consumidores confiam nas críticas e testemunhos online. Mas não “force” os seus clientes a darem feedback. Em vez disso, crie uma experiência engraçada à volta dos comentários sobre o seu projeto. Este método encoraja as pessoas a adquirirem o produto e a aumentar a confiança na sua marca. O melhor marketing que pode ter são testemunhos positivos.

Ligue o seu projeto às redes sociais. Esta estratégia pode ter de levar à modificação completa da interface do seu website, mas se o fizer torna qualquer conteúdo criado pela equipa da sua start-up passível de ser partilhado em segundos. Inclua botões das redes sociais em todos os produtos, serviços, textos, etc., e encoraje os seus clientes a partilharem a marca.

Criar este tipo de iniciativas pode consumir tempo útil do seu trabalho e, eventualmente, algum dinheiro se não tiver ninguém na equipa que consiga executar estas tarefas. Mas vai acabar por gastar substancialmente menos dinheiro do que gastaria numa campanha tradicional ou em publicidade paga nas redes sociais.

Comentários