A Breadfast é uma start-up portuguesa que tem como negócio a entrega de pequeno-almoço a alojamentos locais. Mário Tarouca, o fundador do projeto, está agora à procura de parceiros para poder fornecer pequenos-almoços em mais de 1000 apartamentos na área de Lisboa.

O projeto surgiu da necessidade de um gestor de alojamentos locais disponibilizar pequeno-almoço aos hóspedes. Com isto, Mário Tarouca, fundador da Breadfast e gestor de alojamentos na área de Lisboa, apercebeu-se de que a necessidade não partia apenas dos seus clientes e que havia mais interessados.

“Após receber feedback, percebi que tinha de expandir para os restantes. Procurei soluções no mercado e, não havia nenhuma empresa com este serviço. Percebi que podia acrescentar valor às empresas que gerem alojamentos locais”, explica-nos o empreendedor.

O que procuram
Depois de ter validado o conceito no programa de aceleração de start-ups Tourism Explorers, a equipa arrancou com o projeto em janeiro deste ano. O objetivo é oferecer uma experiência matinal diferente aos turistas que visitam a capital portuguesa.

As necessidades de momento prendem-se com a procura de parceiros na área do turismo, bem como chegar a todos os gestores de alojamentos locais. Com isto, dentro de seis meses, a meta da start-up passa por fornecer pequenos-almoços a mais de 1000 apartamentos na área de Lisboa.

Mercados e área de atuação
O negócio começou por estar apenas disponível na modalidade B2B (business to business), onde a start-up trabalha diretamente com os gestores dos alojamentos locais e empresas. Apesar de a Breadfast ainda só abranger Lisboa, entre as zonas de Algés e Parque das Nações e entre a 2ª Circular e a Baixa, que atuar também, numa fase posterior, na cidade do Porto.

Recentemente, a Breadfast lançou o seu novo website. Com esta novidade, a start-up avançou para o mercado B2C (business to client), de forma a chegar também ao consumidor final. A ideia é o pequeno-almoço se tornar o presente ideal para a família e amigos, em qualquer altura do ano.

Dificuldades
A maior dificuldade que o projeto passou foi pela escalabilidade do serviço, ou seja, saber que conseguem fazer todas as entregas com a mesma qualidade, à hora certa, independentemente de terem 10 ou 100 pequenos-almoços para entrega.

Segundo nos conta a Breadfast, esta dificuldade está ultrapassada, referindo mesmo que o que poderia ser uma dificuldade, tornou-se numa mais-valia para os clientes.

“Pretendemos desejar o bom-dia da forma mais deliciosa e fresca, todos os dias, aos residentes locais, evitando os inconvenientes de ter de sair do quentinho e vestirem-se para ir à rua.Também queremos revolucionar a experiência do pequeno-almoço com produtos típicos e tradicionais portugueses com uma frescura ímpar”, explica-nos Mário Tarouca.


Resumo
Responsável:
Mário Tarouca, fundador.
Área:
Restauração.
Produto:
Pequeno-almoço entregue a alojamentos locais.
Mercado: Lisboa (posteriormente Porto).
Necessidade:
Parcerias na área do turismo.
Contactos: mario@breadfast.pt

Comentários