Um estudo revela que a população brasileira utiliza a criação de pequenos negócios como uma forma de colmatar a falta de emprego no país.

A taxa de desemprego do Brasil está neste momento nos 12,6%, o que se traduz em mais de 13 milhões de brasileiros sem emprego. Esta é uma das razões para o chamado “empreendedorismo por necessidade” ter crescido abruptamente no país.

Em 2016 foram criadas 26,2 milhões de empresas. Destas, 11,1 milhões (42,4%) foram criadas por necessidade. Este tipo de negócios teve um crescimento de 29%, em 2014, e 42%, em 2016. Os dados são apresentados pelo Global Entrepreneurship Monitor em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (SEBRAE).

Só este ano, entre janeiro e agosto, foram criadas 1,54 milhões de empresas no Brasil. Os pequenos empreendedores, que o mercado brasileiro denomina de “microempreendedores individuais”, representaram 78,5% dos negócios criados este ano.

Grande parte deste esforço foi feito pelo género feminino. O mesmo estudo adianta que as mulheres empreendem mais frequentemente por necessidade do que os homens. 48% das inquiridas afirmaram ter recorrido ao empreendedorismo porque precisaram. Já no grupo masculino essa percentagem foi de 37%.

Num cenário pouco favorável à economia brasileira, onde reina a incerteza e aumenta a pobreza, as pequenas e médias empresas (PMEs) têm um papel fulcral na revitalização económica do país, visto que as grandes organizações têm receio de investir.

Com falta de injeção de dinheiro das grandes empresas no mercado, são as PMEs que sustentam várias indústrias. A abertura de um restaurante, por exemplo, não só cria emprego, como também dá movimento à economia, visto que é preciso apostar em material de cozinha, marketing e fornecedores.

Do outro lado dos empreendedores por necessidade estão os empreendedores por oportunidade. Este último tipo de trabalhadores, que se identificam por perceberem que há um nicho de mercado que não está bem servido e apostam nele, representa 57,4% do ecossistema de start-ups brasileiro.

Numa altura em que a economia brasileira está a passar por uma fase de transformação, depois de todos os escândalos de corrupção que envolvem políticos e altos quadros de grandes empresas, o empreendedorismo é a solução para os brasileiros que não se conformam com a situação atual do país.

Comentários