A iniciativa da empresa de Gillian Tans conta com dois milhões de euros destinados a start-ups que fomentem o turismo sustentável através das suas soluções.

No início deste ano, em fevereiro, a Booking lançou uma aceleradora destinada a start-ups ligadas ao turismo, a Booking Booster.

Em 2018 a empresa quer fortalecer a sua presença junto de start-ups que promovam um turismo sustentável. Para tal, para além da aceleradora, a organização lançou o Booking Labs, um programa de uma semana que pretende dar ferramentas, insights e capacitar os empreendedores para conseguirem atuar dentro da indústria. Esta iniciativa vai decorrer, entre os dias um e três de março de 2018, em Tel Aviv.

Em comunicado à imprensa, a CEO da Booking, Gillian Tans, afirmou que “ao identificar, financiar e orientar start-ups em estágios iniciais, ampliar as empresas sociais e os projetos sem fins lucrativos e pioneiros de universidades, governos e ONGs, podemos ajudar a ter um impacto ainda mais significativo. Além de capacitar pessoas e organizações a criar mudanças reais para ajudar a promover um futuro saudável e sustentável para milhares de destinos no mundo todo”.

A aceleradora da empresa vai ter dois milhões de euros para financiar start-ups. O programa vai ter a duração de três semanas e o valor máximo que uma das equipas pode receber é de 500 mil euros. Para esta iniciativa vão ser recrutadas entre oito e 12 start-ups para a sede da empresa, em Amesterdão.

Para além dos Labs, a Booking lançou o Cares Fund, que se destina a ajudar soluções sem fins lucrativos de pessoas que promovam o turismo sustentável. A ideia é fortalecer as comunidades locais, preservar e promover a cultura e ainda distribuir as atividades turísticas de forma mais sustentável.

Inscreva-se para as várias iniciativas:
Booking Booster
Booking Labs
Booking Cares Fund

Comentários