Desde um guia sobre como meditar até uma previsão de como será o futuro com armas autónomas. Confira a lista de livros de Natal elaborada por Bill Gates.

Se quer conhecer melhor o mundo tem de o perceber primeiro. Este é o mote para as listas de livros que Bill Gates costuma publicar no seu blog duas vezes por ano: uma no verão e outra perto do Natal.

O catálogo para a época festiva que se avizinha já foi publicado. Neste, o fundador da Microsoft – que é um ávido leitor – adianta que não costuma pensar nos livros que aconselha como presentes, mas que os que fazem parte da seleção deste ano servem muito bem para o efeito.

“Educated”, por Tara Westover
(PT: “Uma Educação”)
Este livro baseia-se na história de Tara Westover, que nunca tinha ido à escola ou a uma consulta médica até aos 17 anos, altura em que saiu de casa dos pais. Este dado é especialmente relevante tendo em consideração que a escritora terminou recentemente um doutoramento pela universidade de Cambridge. Depois de ter lido o livro, Gates diz ter ficado espantado com a capacidade e facilidade com que Westover aprendeu, especialmente tendo em conta o background da autora, que remonta a um lar mórmon. O fundador da Microsoft sentou-se com a autora para discutir alguns dos pontos mais relevantes sobre o livro.

“Army of None”, por Paul Scharre
Inteligência artificial, armas autónomas e destruição maciça não costumam ser conceitos que rodeiem a época natalícia. No entanto, Gates sublinha que é uma leitura difícil de negar, especialmente para quem é fascinado por este mundo. A obra de Scharre – um veterano norte-americano neste assunto – aponta os prós e os contras das guerras do futuro, que serão travadas por máquinas.

“Bad Blood”, por John Carreyrou
“Bad Blood” retrata a ascendência e a queda daquela que foi uma das start-ups mais promissoras dos Estados Unidos: a Theranos. “A história é ainda mais louca do que eu esperava, e dei por mim a não conseguir posar o livro depois de começar”, diz Gates no seu blog. A obra de Carreyrou apresenta a intriga corporativa, as capas de revistas, as burlas e, por fim, a queda de uma empresa que foi avaliada em mais de 8,5 mil milhões de euros.

“21 Lessons for the 21st Century”, por Yuval Noah Harari
(PT: 21 Lições para o Século XXI)
Harari é um dos autores preferidos do fundador da Microsoft. Enquanto que o livro “Sapiens” retratava o passado e o “Homo Deu” o futuro, este “21 Lições para o Século XXI” debruça-se sobre o presente. Gates apresenta o livro como se de um guia para viver na atual sociedade se tratasse.

“The Headspace Guide to Meditation and Mindfulness”, por Andy Puddicombe
Puddicombe é cofundador da Headspace, uma das aplicações mobile para meditação mais utilizadas no mundo. A entrada deste livro para a lista deve-se, em parte, à introdução de Bill Gates e da sua mulher, Melinda, no universo da meditação. A obra apresenta o percurso de Andy de estudante universitário até se tornar um monge budista. Segundo Gates, “se está a pensar em introduzir mindfulness na sua vida, esta é a escolha perfeita”.

Comentários

Sobre o autor