Sherry Coutu, business angel, empreendedora, CEO e fundadora da Founders4Schools, partilha alguns pontos-chave sobre como ser bem-sucedido no mundo do empreendedorismo.

A atual business angel canadiana de 53 anos, que vive em Cambridge, no Reino Unido, entrou para o mundo das start-ups em 1994, altura em que fundou a Interactive Investor, e tem um percurso e uma experiência de fazer inveja a qualquer profissional desta esfera. Sete anos depois de ter criado a plataforma, que ainda hoje está no ativo, Sherry Coutu vendeu a sua participação e, desde então, já investiu em mais de 50 empresas.

Para além disto, fez parte do quadro de conselheiros do LinkedIn, do quadro da Bolsa de Valores de Londres e do comité financeiro da universidade de Cambridge. O seu último projeto pessoal foi a criação da Founders4Schools, uma plataforma online que pretende inspirar estudantes ao conectá-los com empreendedores locais.

Ao Wired, a business angel partilhou maneiras de se elevar ao seu máximo potencial enquanto empreendedor e pessoa de família.

Chegue sempre mais cedo
Vivendo em Cambridge, a business angel partilha que tenta estar em Londres, onde o tecido empresarial das start-ups, empresas e organizações está mais patente, apenas três dias úteis por semana. As segundas-feiras são utilizadas para falar com os diretores das empresas, as sextas são passadas em Cambridge e o resto dos dias são normalmente uma mistura dos dois. Sendo uma mulher de família, Sherry tenta ao máximo não descurar das suas funções enquanto mãe, aproveitando todas as alturas que pode para passar tempo com a família. Um exemplo disso são os dias em que tem de ir para Londres. Coutu partilha que se levanta às seis da manhã e aproveita para ir com o seu filho para a estação de comboios, trabalhando durante a hora de viagem que separa Cambridge e Londres.

Tenha tempo para a sua família
A investidora partilha com o Wired a sua regra de ouro: 20 a cada 30 noites do mês tem de estar em casa por volta das seis da tarde. Tendo marido e três filhos é importante para Sherry partilhar algum tempo do seu dia com a sua família. A regra foi introduzida há mais 10 anos. Antes disso, a sua vida era bastante mais agitada. Como partilha a empreendedora, se não decidimos com quem temos de estar, em cada período de tempo, acabamos por nunca estar presentes.

O trabalho acaba à sexta-feira
Por norma, Sherry tem perto de 60 reuniões por semana, mas planeia com a sua assistente algum tempo para se prepararem para as reuniões, de forma a saberem qual é o interesse das mesmas. A única maneira de conseguir dar seguimento ao trabalho é escrever notas no seu caderno, onde volta eventualmente para rever tudo o que escreveu. Caso contrário, a business angel refere que “perde o fio à meada”. O trabalho ao fim-de-semana não existe até às nove horas da noite de domingo, altura em que Sherry tenta planear e delinear o que tem de fazer durante a próxima semana.

Mantenha-se psicologicamente são, faça exercício
Uma das maneiras de pensar sobre os seus problemas de uma forma diferente é fazer exercício. A atividade física predileta da business angel é a natação, onde refere ser uma oportunidade para pensar nos seus problemas, apesar de não saber quais são realmente os assuntos sobre os quais tem de refletir até entrar na piscina.

Mantenha-se flexível
A vida de Sherry mudou há alguns anos, quando a empreendedora descobriu que estava grávida do seu terceiro filho. Nessa altura, como refere, decidiu que a melhor carreira a seguir seria a de business angel, em vez de CEO. Para além de ser uma profissão extremamente flexível, intelectualmente é como “estar numa loja de doces”.

Seja aventureiro
Utilizando as palavras da business angel, “se tivesse algum conselho para o ‘eu’ mais novo seria que é pior manter-se em alguma coisa que não está a prosperar do que seguir em frente”. Claro que pode ser assustador saltar para o escuro, mas “para mim o desconhecido sempre foi bastante bom”.

Comentários