Estas são as start-ups que ganharam a quarta edição do programa de aceleração Discoveries. Os resultados foram anunciados ontem na final do concurso, em Oeiras.

Três start-ups, de três países – Portugal, Hong Kong e Estados Unidos – foram as grandes vencedoras do programa de aceleração Discoveries promovido pela Fábrica de Startups, em parceria com o Turismo de Portugal.

A portuguesa Ask Maria é uma start-up que pretende vender planos de viagem em Portugal de acordo com as necessidades e a disponibilidade financeira de cada um. “Os serviços podem ir de uma simples lista de dicas, ou coisas para ver, a uma viagem completamente planeada, que inclua hotéis, excursões, etc. O objetivo é proporcionar experiências únicas, mostrando lugares ou espaços recônditos”.

Já a BoBuy, de Hong Kong, é uma aplicação que oferece aos seus utilizadores ofertas exclusivas em experiências de lifestyle, e outros serviços, de acordo com a sua localização. Atualmente está disponível apenas em Hong Kong.

Por sua vez, a norte-americana EURT consiste numa plataforma que, por um lado, oferece aos residentes locais novas formas de rentabilizarem os seus espaços e, por outro, acaba com os incómodos de quem viaja.

Este programa de aceleração nas áreas do turismo e viagens, envolveu oito bootcamps (onde os participantes tiveram a oportunidade de definir, validar e desenvolver o seu modelo de negócio, através da metodologia Lean Startup), e um pitch final, que envolveu a apresentação a um painel de jurados e investidores.

Teresa Ferreira e António Daniel Santos (Turismo de Portugal), António Lucena de Faria (Fábrica de Startups), José Arthur Vasconcelos (Startup Discoveries) e Clara Braga da Costa (Capital Criativo), foram os elementos do júri que analisou os projetos em competição.

Para Maria Lopes, da Ask Maria, “este prémio significa muito”. Assegura que aprenderam muito com o programa e estão “contentes por poder começar já a vender o produto e a partilhar o nosso Portugal”, um país em que acreditam como destino turístico.

Também Ethan e Shiri Bergerson, da BoBuy, confirmam que a conquista deste prémio é “um bom reconhecimento” e acreditam que o seu negócio “poderá funcionar em Portugal”. Uma opinião partilhada pelos responsáveis da start-up norte-americana, Michael Sothan e Peter Richards, que consideram que a indústria do turismo está a crescer e que Portugal “está a fazer um excelente trabalho em alavancar o seu país”.

Comentários