As redes sociais continuam a ser um dos melhores canais para uma start-up aumentar o conhecimento de uma nova marca e lançá-la no mercado.

As start-ups europeias usam as redes sociais como uma porta de entrada para chegar ao público e, consequentemente, uma porta de entrada para o sucesso desde o seu início. Ao mesmo tempo servem também para construir e entreter uma comunidade em volta dos seus projetos. E, se o produto é válido no contexto atual, os media sociais podem ajudar a start-up a passar do zero a herói em menos tempo do que a publicidade tradicional.

Um produto válido é um produto ou serviço que satisfaz uma necessidade, resolve um problema ou traz soluções. E as pessoas que utilizam a internet e as redes sociais estão sempre à procura de satisfazer uma necessidade. São mais propensas a conectar-se com as marcas e as empresas que transmitem uma mensagem direta e personalizada e que desenvolvem uma comunicação ativa.

O poder dos media sociais
É um dado adquirido que, pelo menos, 44% do total da população global usa redes sociais. A percentagem é enorme se pensarmos que algumas das plataformas sociais mais populares do mundo ainda são relativamente novas. Mas este é um universo em constante mudança e, como tal, se quer vingar nesta área, tem de manter-se a par das últimas tendências e os desenvolvimentos do setor.

Se tem uma start-up, ou se está prestes a iniciar uma estratégia de marketing, fique a par de algumas das tendências mais importantes para o ano, de acordo com alguns especialistas internacionais.

  1. Crie um feed Instagram personalizado

As redes sociais têm tudo a ver com comunicação e individualidade. As pessoas compartilham as suas vidas, as alegrias e tristezas, e esperam se ligar-se ativamente com os seus pares. Consequentemente, têm em grande consideração uma marca que personalize o seu feed e seja verdadeira nos seus posts.

  1. Envolva-se com uma comunidade usando grupos do Facebook

Os grupos do Facebook também são uma ótima maneira de promover a sua start-up considerando que ali, as pessoas que partilham os mesmos interesses, reúnem e discutem questões, problemas e informações.
Para estar alinhado com essa tendência, tem duas opções:

  • Pode criar seu próprio grupo;
  • Ou pode pesquisar grupos relevantes e interagir com os seus pares.

Postar em grupos de outras pessoas implica que você tem que respeitar as suas regras e diretrizes, por isso criar seu próprio grupo pode ser mais benéfico a longo prazo.

Esta é uma tática que muitas empresas usam. Além disso, as pessoas do seu grupo são basicamente o seu principal público quando se trata de marketing. Porquê? Ao aderirem ao seu grupo, permitem que você saiba que estão interessados na sua marca e/ou empresa e, portanto, eles são mais valiosos do que um grupo demográfico aleatório. Desta forma os fãs têm acesso a informações exclusivas e notícias relacionadas com a aplicação, às últimas tendências e a todos os domínios de interesse para eles.

Porquê grupos de Facebook? Já existem milhões de pessoas a usar grupos de Facebook em todo o mundo. Além disso, os empresários com páginas do nesta rede social são capazes de criar instantaneamente grupos especializados e anunciá-los entre as comunidades relevantes.

  1. Crie conteúdo vertical

Em junho desde ano, o Instagram lançou sua plataforma de vídeo baseada em dispositivos móveis e, claro, mobile friendly. Ao contrário de homólogos como o YouTube, o IGTV é baseado em conteúdo vertical, o tipo de conteúdo que mais adequado para utilizadores móveis, uma vez que a maioria das pessoas lê, joga e vê conteúdos verticalmente nos seus dispositivos, que também é a posição natural para um smartphone ou um tablet. São várias as marcas que já configuraram as suas contas IGTV e que estão constantemente a atualizar o seu público com novos conteúdos.

Comentários