Antes de se preocupar em desenvolver uma ideia é importante construir uma grande equipa.

Muitos empreendedores ou aspirantes passam semanas, meses ou mesmo anos a tentar afinar uma ideia de negócio que atraia investidores, muitas vezes esquecendo-se do que é realmente mais importante: a equipa.

A verdade é que qualquer negócio precisa de uma boa ideia, mas se não houver uma equipa para sustentar, executar e ultrapassar as barreiras nos momentos mais complicados, o plano inovador pode ser destruído muito rapidamente.

Grandes ideias sem poder de execução não têm pernas para andar
Se um aspirante a empreendedor desistir facilmente quando os desafios começam a aumentar o mais provável é a start-up vir a falhar muito rapidamente.

Por esta razão, antes de apostar na ideia, muitos investidores tentam conhecer a equipa fundadora do projeto, de forma a perceberem se, para além de existir potencial para a ideia, a equipa consegue executar o que propõe.

É mais provável os investidores apostarem numa ideia medíocre conseguida por uma grande equipa, do que numa grande ideia conseguida por uma equipa medíocre.

Ideias são efémeras, mas uma equipa ágil consegue-se transformar e manter
Muitos investidores de capital de risco e business angels preferem focar-se em equipa e não em ideias porque uma boa equipa consegue ser flexível.

Se um negócio tiver como base uma ideia e se tudo correr mal, pode haver grandes perdas para o investidor. Por outro lado, se apostarem numa equipa determinada a ter sucesso, os investidores sabem que estão mais seguros.

Se construir uma equipa dedicada, apaixonada e ágil para tornar a sua ideia num negócio, a probabilidade de vir a diagnosticar e resolver problemas mais rapidamente é maior. Na eventualidade de a ideia inicial não ter qualquer potencial para montar um negócio, com este tipo de equipas é possível transformar e inventar uma nova ideia mais rapidamente.

A riqueza de uma boa equipa é superior à de uma ideia
Os investidores vão olhar para a sua equipa para perceber as qualidades de cada um dos membros. O objetivo é perceber se as pessoas em quem vão apostar têm capacidades de executar a ideia.

Cada elemento da equipa fundadora tem de ter um propósito. A equipa deve ser composta por pessoas que sabem o que estão a fazer e que têm consciência do seu contributo para o projeto. Os restantes membros, para além da equipa fundadora, devem ser apaixonados e dispostos a trabalhar para levar a start-up a bom porto.

Construa uma equipa com competências diferentes, que saiba trabalhar como um todo e que esteja disposta a atingir o sucesso.

 

*fotografia por Hermes Rivera.

Comentários