São mulheres, ocupam cargos de responsabilidade em grandes empresas mundiais e  vencem em setores tradicionalmente dominados por homens. Eis algumas das mulheres engenheiras mais poderosas de 2018.

É frequente a discussão sobre a falta de mulheres em muitas profissões consideradas de “homens”, como as áreas de engenharia ou tecnológicas, por exemplo. Mas a verdade é que existem engenheiras “poderosas”, e cargos de direção ou de investigação, com carreiras fabulosas e que criam tecnologia usada por milhões, se não por biliões de pessoas todos os dias.

Todos os anos a Business Insider cria uma listas dessas mulheres que dão cartas mundialmente. Deixamos alguns exemplos das mais poderosas mulheres engenheiras que ocupam o Top 5 de 2018. Têm formação em engenharia, gerem grandes unidades de negócios em empresas importantes, constrõem tecnologias promissoras ou lideram comunidades de tecnologia.

1. Gwynne Shotwell, COO da SpaceX

É presidente e COO da SpaceX e foi introduzida no Hall da Fama do Espaço e Satélite no início deste ano. Está na SpaceX desde 2002, ano em que a empresa foi fundada e tornou-se presidente em 2008.

Em 2012, ajudou a SpaceX a tornar-se na primeira empresa privada a enviar uma nave espacial à Estação Espacial Internacional, mudando para sempre a indústria espacial.
Sob sua liderança, a SpaceX foi a primeira empresa privada a enviar um satélite para a órbita geoestacionária também. O seu caminho para se tornar uma engenheira poderosa, fui inspirado por um modelo inteligente e elegantemente vestido. “Eu fui inspirada a tornar-se engenheira em adolescente por uma engenheira mecânica muito inteligente e bem vestida que vi falar num evento da Society of Women Engineers “, revelou Shotwell.

“Ela fazia um trabalho realmente importante e eu adorei a sua roupa.  É isso que impressiona uma miúda de 15 anos. Eu costumava evitar contar esta história, mas se é isso que me fez ser engenheira, acho que devo falar sobre isso”.

2. Alicia Boler Davis, vice-presidente executiva da Global Manufacturing, General Motors

Alicia Boler Davis lidera as operações globais de fabrico da GM. É membro da equipa de liderança senior da GM, reportando ao CEO e presidente da GM, Mary Barra. É um trabalho de peso: o gigante mundial de fabrico carros é a “casa” de mais de 165 mil funcionários, em mais de 150 instalações em 20 países.
Boler Davis começou a carreira na GM em 1994 como engenheira de produção na divisão de automóveis de luxo e desde então tem subido na empresa. Foi a primeira engenheira negra a tornar-se gerente de fábrica, e a assumir o papel de vice-presidente.

Em 2016, quando foi promovida, a GM atingiu um recorde de 10 milhões de veículos. Após a promoção, Boler Davis ganhou o prestigiado prémio de Engenheira Negra do Ano de 2018. Em 2107, a “Automotive New s” já a tinha nomeado como All Star in Manufacturing.

3. Melinda Gates, vice-presidente da Bill & Melinda Gates Foundation

Melinda Gates tem sido uma das mulheres mais influentes do planeta. A sua posição de riqueza e privilégio (é casada com o milionário Bill Gates) dá-lhe acesso às pessoas mais poderosas do planeta, o que ela usou para promover seu trabalho de filantropia.
Em 2018, começou a olhar para o problema da falta de mulheres na área de tecnologia. Agora está a fazer algo único, com um grande potencial para fazer mudar esta tendência. Está a investir o seu dinheiro como um parceiro limitado em fundos de risco que são executados por mulheres e que, como um subproduto natural, apoiam mais start-ups lideradas por mulheres e por minorias.

Ela espera fazer uma mudança radical no sistema, apoiando start-ups inteligentes que oferecem produtos e serviços frequentemente negligenciados por investidores do sexo masculino. E o seu retorno vai chamar a atenção do setor financeiro. E isso levará mais capital para as mãos de mais mulheres e nascerá um engenhoso efeito de rede.

4. Priya Balasubramaniam, VP de Core Technologies Operations & iPhone Operations, Apple

Priya Balasubramaniam é vice-presidente de operações do iPhone, da Apple, o que significa que ela supervisiona a enorme cadeia de abastecimento da Apple para o fabrico de iPhones.
Também supervisiona as operações de qualidade e reparação para o iPhone e seus principais componentes.
Ela está na Apple desde 2001, uma força de bastidores da empresa, assumindo as operações do iPhone em 2013.
No ano passado, recebeu um doutoramento honorário de engenharia da Michigan State University, onde obteve o seu MBA. No discurso de formatura, descreveu os seus primeiros anos como engenheira em que lutava para conseguir um emprego. Sempre lhe disseram que “ser mulher e administrar uma fábrica, era algo que não poderia fazer”. O seu percurso provou o contrário.

5. Patricia Goforth, vice-presidente executiva da Booz Allen Hamilton

Patricia Goforth é vice-presidente executiva da Booz Allen Hamilton, que lidera mais de 3.400 engenheiros e cientistas que desenvolvem projetos de tecnologia para os clientes da empresa.Esses projetos incluem coisas como sistemas que protegem empresas de hackers ou projetam novos sistemas de TI.
Recebeu o mais prestigiado prémio de serviço ao cliente da Booz Allen pelo trabalho desenvolvido. Também é
responsável pela contratação de talentos em engenharia e tem uma presença ativa na Society of Women Engineers, criando programas de estágio para mulheres engenheiras.

  1. Diane Bryant, COO, Google Cloud
  2. Denise Dumas, VP of Operating System Platform, Red Hat
  3. Anjul Bhambhri, Vice President of Platform Engineering, Adobe
  4. Paula Smith Hartley, VP and general Manager, Lockheed Martin
  5. Corlis Murray, Senior VP, Quality, Regulatory and Engineering Services, Abbott
  6. Noël Bakhtian, director of the Center for Advanced Energy Studies, Idaho National Laboratory
  7. Elissa Murphy, VP of engineering, Google Cloud
  8. Carol Zierhoffer, senior VP and chief information officer at Bechtel
  9. Yanbing Li, senior VP and general manager, Storage and Availability, VMware
  10. Joy Chik, corporate VP, Microsoft
  11. Corinne Yu, VP of engineering, GM Cruise
  12. Kathy Winter, VP and general manager, Automated Driving Solutions Division, Intel
  13. Renee James, CEO of Ampere Computing
  14. Lily Chang, VP of Strategic Transformation, VMware
  15. Julie Larson-Green, chief experience officer, Qualtrics
Comentários